Avaliacao fonoaudiologica, analise nasofibrolaringoscopica e manometria de esfincter esofagico superior em pacientes com miastemia grave auto-imune adquirida

Avaliacao fonoaudiologica, analise nasofibrolaringoscopica e manometria de esfincter esofagico superior em pacientes com miastemia grave auto-imune adquirida

Título alternativo Phonoaudiological evaluation, nasofibrolaryngoscopical analysis, manometry of upper esophageal sphincter in patients with myasthenia gravis
Autor Oda, Adriana Leico Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Apresentamos 22 pacientes com diagnostico de Miastenia Grave Auto Imune Adquirida, (M.G.A.A.] com queixa de mastigacao e/ou disfagia orofaringea, provenientes do Setor de Investigacao do Doencas Neuromusculares, da Disciplina de Neurologia Clinica, da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) - Escola Paulista de Medicina (EPM). Tais pacientes foram avaliados pela analise clinica fonoaudiologica, nasofibrolaringoscopia e manometria de esfincter esofagico superior (E.E.S.), com o objetivo de avaliar as fases do processo de degluticao e os aspectos anatomicos e funcionais do sistema estomatognatico, bem como demonstrar achados preditivos 0 diagnostico de Miastenia Grave Auto-imune Adquirida foi estabelecido atraves do quadro clinico e do auxilio de exames complementares, como o teste de Prostigmine, o exame eletroneuromiografico e a dosagem de anticorpo anti-receptor da acetilcolina As idades variaram entre 19 e 74 anos, com mediana de idade de 33,5 anos, media de 37,82 anos e desvio-padrao de 13,37 anos. 0 tempo referido de doenca pelo paciente variou de 4 a 262 meses, com mediana) de 61,5 meses, media de 87,64 meses e desvio-padrao de 86,70 meses. Tres pacientes (13,6 por cento) eram do sexo masculino e dezenove (86,4 por cento) do sexo feminino, havendo um predominio das mulheres em uma proporcao de cerca de 6: 1 Os principais achados observados nas analises foram: (1) correlacao, estatisticamente significante entre avaliacao fonoaudiologica e nasofibrolaringoscopica; (2) alteracoes do sistema estomatognatico, em 100 por cento dos casos; (3) desordens da mastigacao/degluticao presentes eme 95,5 por cento dos pacientes, a avaliacao fonoaudiologica e em 81,8 por cento; a nasofibrolaringoscopica; (4) associacao significaste entre penetracao/aspiracao e episodios de pneumonia; (5) comprometimento muscular do sistema estomatognatico, acumulo de residuos, escape precoce do bolo para a faringe e episodios de penetracao/aspiracao apresentaram correlacao estatisticamente significante com diminuicao da contracao faringea. Estes achados justificam a necessidade de avaliar as fases do processo de degluticao em pacientes com M.G.A.A., com o objetivo de proporcionar uma orientacao adequada e prevenir episodios de pneumonia aspirativa, desnutricao e desidratacao, devido a administracao inadequada de alimentos via oral
Assunto Deglutição
Transtornos de Deglutição
Endoscopia
Manometria
Miastenia Gravis
Idioma Português
Data 2002
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2002. 150 p. tab.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 150 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17901

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta