Perfil dos glicosaminoglicanos e proteoglicanos na epilepsia do lobo temporal em humanos

Perfil dos glicosaminoglicanos e proteoglicanos na epilepsia do lobo temporal em humanos

Título alternativo Glycosaminoglycan levels and proteoglycan expression are altered in the hippocampus of patients with mesial temporal lobe epilepsy
Autor Perosa, Sandra Regina Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Naffah-Mazzacoratti, Maria da Graça Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: Os Proteoglicanos, e os Glicosaminoglicanos (GAGs), sao elementos da matriz extracelular e no sistema nervoso central podem modular o crescimento de neuritos e funcionam como co-receptores para muitos fatores troficos. tendo um papel importante na diferenciacao neuronal e sinaptogenese. Sendo assim, o objetivo deste trabalho foi estudar a variacao da concentracao de condroitim sulfato, heparam sulfato e acido hialuronico, assim como, a expressao do RPTPb no tecido cerebral de pacientes portadores de epilepsia do lobo temporal. Metodos: Foram utilizados tecidos obtidos durante cirurgia do lobo temporal e tecidos obtidos de autopsia. A identificacao e quantificacao dos GAGs foi realizada por eletroforese em gel de agarose associada a hidrolise enzimatica. O acido hialuronico foi quantificado por um ensaio fluorimetrico recentemente desenvolvido por Martins e col. (2000), e a expressao do RPTPP foi visualizada por imunohistoquimica. Resultados: Comparado com o tecido controle, obtido por autopsia, o hipocampo epileptico mostrou um aumento na concentracao de condroitim sulfato (224 por cento, p=0,0109) e acido hialuronico (146 por cento, p=0,039) e concentracao similar aos valores controle de heparam sulfato. Nao foi observada nenhuma alteracao na concentracao de condroitim sulfato, heparam sulfato e acido hialuronico no neocortex temporal quando comparado com os valores controle. Houve, tambem, um aumento na expressao do receptor proteico tirosina fosfatase a nos astrocitos e na camada molecular interna do giro dentado do hipocampo esclerotico. Conclusoes: Uma vez que esses compostos estao associados com a injuria e reparo do tecido, estes resultados mostram, em um primeiro momento, que estas mudancas podem estar relacionadas com a reorganizacao) neuronal, associada a intensa gliose, observada no hipocampo destes pacientes, relacionando estes componentes da matriz com o fenomeno epileptico humano
Assunto Ácido hialurônico
Heparitina sulfato
Esclerose
Idioma Português
Data 2002
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2002. 128 p. ilus.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 128 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17920

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta