Citocinas e aborto espontaneo de repeticao

Citocinas e aborto espontaneo de repeticao

Título alternativo Cytokines and recurrent spontaneous abortion
Autor Denardi, Katia de Arruda Geraldes Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: As citocinas exercem um papel determinante sobre o desenvolvimento da gestacao. Citocinas de padrao Th2 parecem favorecer a evolucao da gestacao, modulando a invasao trofoblastica e estimulando o desenvolvimento da placenta. Por sua vez, citocinas de perfil Th1 parecem apresentar efeito deleterio, inibindo a proliferacao celular e induzindo a ativacao de celulas NK. A producao predominante de citocinas de padrao Th2 tem sido identificada em gestantes que evoluem a termo. Ja um perfil Th1 de citocinas tem sido associado ao aborto espontaneo de repeticao (AER). Objetivo: Este estudo foi realizado para avaliar a producao de citocinas IL-6, IL10, TGF-&#61538;, TNF-&#61537; e IFN-&#61543; em cultura de sangue total nas mulheres nao gestantes com historia de AER (Caso) e com historia de sucesso gestacional (Controle). Metodos: As pacientes foram selecionadas mediante analise de seus antecedentes obstetricos no Ambulatorio de Aborto Habitual e Pronto Atendimento do Departamento de Obstetricia da UNIFESP-EPM. O grupo Caso foi composto por 62 mulheres nao gestantes com historia de AER e o grupo controle por 56 mulheres com historia de sucesso gestacional. Determinamos a producao de IL-6, IL-10, TGF-&#61538;, TNF-&#61537; e IFN-&#61543; nos sobrenadantes de cultura de sangue total pelo metodo de ELISA de captura, usando Kits comerciais (R&D® e Biosource®). Para determinacao de IL-6 e TNF-&#61537; estimulamos as celulas do sangue periferico com LPS (lipopolissacarideos) na concentracao de 10ug/ml e incubamos por 24 horas e para determinacao de IL-10, TGF-&#61538; e IFN-&#61543; utilizamos PHA (fitohemaglutinina) na mesma concentracao, incubando por 48 horas. A analise estatistica foi realizada aplicando-se o Teste de Mann-Whitney para comparacao entre os grupos e adotou-se o nivel de significancia de 0,05 (a =5 por cento). Resultados: Foi encontrada diferenca estatisticamente significante entre os grupos Caso e Controle para o IFN-&#61543; (p<0,001), sendo que, no grupo Caso (AER), os valores desta citocina foram mais elevados do que no grupo Controle. Para as demais citocinas nao foi encontrada diferenca estatisticamente significante entre os grupos. Conclusoes: Este estudo corrobora os resultados de trabalhos experimentais e suporta a hipotese que citocinas Th1 estao envolvidas na patogenese do AER. A identificacao de niveis elevados de IFN-&#61543; em nao gestantes sugere que esta alteracao possa representar um marcador preditivo de gestacoes futuras e/ou fator de risco para AER
Assunto Aborto Espontâneo
Citocinas
Gravidez
Idioma Português
Data 2004
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2004. 64 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 64 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18790

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta