Caracterizacao dos desvios vocais e alteracoes laringeas em operadores de telemarketing ativo

Caracterizacao dos desvios vocais e alteracoes laringeas em operadores de telemarketing ativo

Título alternativo Caracterization of vocal problems and laryngeal alterations in telemarketers
Autor Haguette, Erik Frota Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: O objetivo do presente estudo foi identificar e caracterizar os desvios vocais e as alteracoes laringeas em operadores de telemarketing ativo, caracterizando-os quanto a sua distribuicao epidemiologica, a referencia de queixas vocais e aos achados da analise perceptivo-auditiva da voz e avaliacao videolaringoestroboscopica. Metodos: Para tanto, realizamos estudo metodologico de corte transversal com uma amostra de 80 individuos de ambos os sexos e faixa etaria variando entre menos de 20 anos e mais de 50 anos, que atuam como operadores de telemarketing ativo. Os individuos que desejaram participar voluntariamente da pesquisa, apos palestra informativa realizada em cada uma das empresas analisadas, constituiram a amostra dessa pesquisa. A coleta de dados foi realizada por meio da aplicacao de questionario de auto-avaliacao e da realizacao da analise perceptivo-auditiva da voz e avaliacao videolaringoestroboscopica. Resultados: Identificamos grande prevalencia de fatores de risco para a Saúde vocal com destaque para o consumo de cafe (86,3 por cento), inGestão de alcool (55,0 por cento), rinite alergica (32,5 por cento) e tabagismo (31.3 por cento). A mencao de duas ou mais queixas vocais foi referida pela maioria dos individuos avaliados (70,0 por cento), ressaltando-se o pigarro (58,8 por cento), a dor de garganta (51,3 por cento), a dor no pescoco (50,0 por cento) e a rouquidao (48,8 por cento). Quanto aos resultados da analise perceptivo-auditiva da voz identificamos a presenca de alteracao da qualidade vocal em 97.5°lo dos operadores avaliados durante a emissao da vogal sustentada, em que mais da metade apresentou grau global de desvio igual a 1 (discreto) e em 80,0 por cento durante a fala encadeada, sendo 78.1 por cento das vozes alteradas classificadas com grau de desvio vocal discreto. No que concerne ao tipo de voz, identificamos maior predominancia de vozes soprosa (74,4 por cento), rouca (66,7 por cento) e instavel (59,0 por cento) durante a emissao sustentada e de vozes rouca (76,6 por cento), soprosa (50,0 por cento) e tensa (23,4 por cento) durante a contagem de numeros (fala encadeada). Incoordenacao pneumofonica foi identificada em 63,8 por cento dos operadores e alteracoes articulatorias em 17,5 por cento. A avaliacao videolaringoestroboscopica evidenciou a ocorrencia de alteracoes laringeas em 91,2 por cento dos individuos avaliados, sendo mais prevalentes a fenda triangular posterior (30,1 por cento), a assimetria de fase (17,8 por cento) e o edema retrolaringeo (15,1 por cento). Conclusoes: Concluimos sobre a existencia de alta prevalencia de desvio vocal e de alteracoes laringeas entre os operadores de telemarketing avaliados em nosso estudo, no entanto, a maioria dos individuos apresentou grau de desvio global da voz discreto e alteracoes laringeas sem impacto na voz, como por exemplo a fenda triangular posterior em mulheres
Assunto Voz
Qualidade da Voz
Distúrbios da Voz
Laringoscopia
Idioma Português
Data 2004
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2004. 56 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 56 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18803

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta