Fidelidade do paciente de oftalmologia e a livre escolha

Fidelidade do paciente de oftalmologia e a livre escolha

Título alternativo Ophthamollogy patient's loyalty and the free choice
Autor Meneguin, Decio Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: Este trabalho tem como objetivos abordar a fidelidade do paciente de oftalmologia estudando as causas da troca de oftalmologista como a localizacao do medico, mudanca de convenio, mudanca do consultorio medico, a insastifacao ( mau atendimento ) e a confianca no profissional, assim como a importancia para o paciente na relacao medico paciente para os itens confianca no diagnostico; respeito e educacao do profissional; clareza e calor humano; asseio e roupa adequada; atualizacao do medico; consulta rapida; consulta demorada e o fato de ser professor e tambem a opiniao do paciente sobre a livre escolha, ou seja, se ele pudesse escolher o seu medico a relacao medico paciente poderia ser mais consistente. Metodos: Os dados foram obtidos atraves de um questionario de 07 itens, abordados para 592 pacientes ambulatoriais. Resultados: As principais causas de troca de oftalmologistas pelos pacientes foram o local do consultorio 105 (19 por cento) e a mudanca de convenio 105 (19 por cento), seguido pelo encaminhamento para outro medico 84 (16 por cento), nao confiou no profissional 65 (12 por cento), insatisfacao com o medico 47 (9 por cento), outros 35 (7 por cento) e nunca trocaram 95 (18 por cento).Para os itens pesquisados, a ordem de importancia para os pacientes foram: confianca no diagnostico 9,7; respeito e educacao do profissional 9,5; atualizacao do medico 9,4: clareza e calor humano 9,1; ser professor 8,9; asseio e roupa adequada 8,7; consulta demorada 6,9; consulta rapida 6,6. Todos os pacientes que possuem plano de Saúde preferem a livre escolha e concordam que a relacao medico paciente poderia ser mais forte. Conclusao: As principais causas da troca de oftalmologista foram o local do consultorio ( 105 dos entrevistados que correspondem a 19 por cento ); a mudanca de convenio ( 105 dos entrevistados que correspondem a 19 por cento ). A confianca no diagnostico foi o item com maior nota 9,7 e a consulta rapida o de menor nota 6,6 como importancia na relacao medico paciente. Em relacao a livre escolha foi unanime a preferencia dos pacientes conveniados
Assunto Cooperação do Paciente
Questionários
Idioma Português
Data 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 70 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 70 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18814

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta