Incidência de complicação pulmonar e mortalidade no pós-operatório de craniotomia eletiva

Incidência de complicação pulmonar e mortalidade no pós-operatório de craniotomia eletiva

Título alternativo Postoperative pulmonary complications and mortality in patients submitted to elective craniotomy
Autor Sogame, Luciana Carrupt Machado Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Faresin, Sônia Maria Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: Esta pesquisa procurou analisar a incidencia de complicacao pulmonar pos-operatorio (CPP) e mortalidade no pos-operatorio de craniotomia eletiva, pois estudos recentes vem demonstrando que os pacientes submetidos a craniotomia eletiva apresentam reducao dos volumes e capacidades pulmonares, diminuicao das pressoes inspiratoria e expiratoria maximas, inversao do padrao respiratorio e alteracao das trocas gasosas. Objetivos: Verificar incidencia de (CPP) e mortalidade no pos-operatorio de craniotomia eletiva. Verificar se as variaveis clinicas como idade, consumo de tabagismo, pneumopatia, sintomas respiratorios, doenca clinica, nivel de consCiência, ventilacao mecanica (VM) prolongada, sonda nasogatrica; e as variaveis cirurgicas como tempo, tipo e local de cirurgia sao fatores de risco para o desenvolvimento de CPP e ocorrencia de obito em pacientes submetidos a craniotomia eletiva. Material e Metodo: foram estudados 236 pacientes portadores de uma das seguintes doencas: tumor, aneurisma, epilepsia, mal formacao arteriovenosa, fistula ou sindrome de Arnold Chiari. Realizou-se a avaliacao pre-operatoria e acompanhamento pos-operatorio dos pacientes ate alta hospitalar ou obito dos mesmos verificando-se a ocorrencia de CPP (pneumonia, traqueobronquite, atelectasia, insufiCiência respiratoria aguda, broncoespasmo) e as causas de obito. Resultados: Dos 236 pacientes, 58 (25 por cento) apresentaram CPP e 23 (10 por cento) evoluiram para obito. A CPP mais frequente foi traqueobronquite 42 por cento (32/76), seguida por pneumonia 26 por cento (20/76), broncoespasmo 25 por cento (19/76) e atelectasia 7 por cento (5/76). Realizando-se analise multivariada verificamos como fator de risco para o desenvolvimento de CPP: local de cirurgia (p<0,000), tempo de VM &#61619; 48 horas (p<0,000), dias de internacao na UTI > 3 dias (p<0,000), nivel de consCiência alterado no pos-operatorio (p<0,002), tempo de cirurgia &#61619; 300 min (p<0,01) e pneumopatia presente (p<0,04). Realizando-se a analise multivariada verificamos como fator de risco para a ocorrencia de obito: tempo VM &#61619; 48 horas (p<0,000), CPP presente (p<0,001) e presenca de pneumopatia previa (p<0,02). Conclusao: Neste trabalho verificou-se a incidencia de 25 por cento de CPP e de 10 por cento de obito. Foram constatados a existencia de varios fatores de risco clinico e cirurgicos associados ao desenvolvimento de CPP e de obito em pacientes submetidos a craniotomia eletiva
Assunto Craniotomia
Complicações Pós-Operatórias
Fatores de Risco
Mortalidade
Craniotomy
Postoperative Complications
Risk Factors
Mortality
Idioma Português
Data 2004
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2004. 105 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 105 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18833

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta