Estado nutricional em zinco de crianças grandes obesas

Estado nutricional em zinco de crianças grandes obesas

Título alternativo Zinc nutritional status of obese children
Autor Chaud, Daniela Maria Alves Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Amancio, Olga Maria Silverio Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: Avaliar o estado nutricional relativo ao zinco em criancas pre-puberes grande obesas. Metodos: Foram avaliados 57 pre-puberes grande obesos, 31 do sexo masculino, com relacao peso para estatura (PIE) superior a 140 por cento e com idades entre 2,1 a 10,9 anos. Para a avaliacao antropometrica utilizou-se os criterios de (PIE) e estatura em relacao a idade (Eli); para a dietetica, o metodo do Registro Alimentar, sendo o calculo realizado por meio do programa Virtual Nutri; a determinacao do zinco serico e eritrocitario foi realizada por espectrofotometria de absorcao atomica; foram aferidos: hormonios tireoideanos, glicemia, insulinemia, colesterol total e fracoes, triglicerideos e pressao arterial. Resultados: 47 por cento das criancas apresentaram probabilidade de 70 por cento de inadequacao de inGestão de zinco e inGestão energetica inferior ao gasto energetico total. Dislipidemia, hipertensao arterial e resistencia periferica a insulina estiveram presentes em, respectivamente, 74,5, 38,6 e 22,8 por cento das criancas. O zinco serico apresentou valor medio acima dos valores de referencia e o contrario ocorreu quanto ao zinco eritrocitario. Observou-se correlacao linear decrescente entre o PIE e o zinco eritrocitario (R= -0,34; P=0,01), bem como entre a glicemia e o zinco serico (R= 0,26; P=0,05) e correlacao linear crescente entre a glicemia e o PIE (R= 0,28; P =0,03). Conclusoes: A sindrome metabolica esta presente na maioria dos pre-puberes grande obesos; a inGestão de zinco dietetico nao guarda relacao com niveis sericos e eritrocitarios de zinco; pre-puberes grande obesos apresentam disponibilidade de zinco, representado pelo alto nivel serico e estoque insuficiente, representado pelo baixo nivel eritrocitario; quanto maior o grau de obesidade, maior o comprometimento dos estoques de zinco
Assunto Zinco
Obesidade
Criança
Estado Nutricional
Idioma Português
Data 2004
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2004. 93 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 93 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18847

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta