Análise ecocardiográfica do desempenho hemodinâmico em repouso e ao esforço de homoenxertos aórticos criopreservados

Análise ecocardiográfica do desempenho hemodinâmico em repouso e ao esforço de homoenxertos aórticos criopreservados

Título alternativo Echocardiographic assessment of hemodynamic performance at rest and exercise in patients with cryopreserved aortic homografts valves: comparison with stentless and stented aortic bioprothesis
Autor Cordovil, Adriana Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Campos Filho, Orlando Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Homoenxertos criopreservados sao uma alternativa de substituto valvar para a posicao aortica, uma vez que seu perfil hemodinamico se aproxima ao da valva nativa. Em nosso meio, nao ha relatos publicados sobre a evolucao clinica de pacientes que tenham recebido este tipo de protese, nem sobre o comportamento da mesma ao ecocardiograma. A avaliacao ecocardiografica de proteses valvares ao esforco fisico tem sido proposta como meio de reproduzir o comportamento hemodinamico das mesmas na atividade diaria dos pacientes. Nosso objetivo foi analisar por meio de ecocardiografia homoenxertos aorticos criopreservados e compara-los com bioproteses com e sem suporte, em pacientes operados em nosso servico, em repouso e apos esforco fisico em esteira ergometrica. Foram avaliados tres grupos de pacientes: homoenxertos (n = 10), com bioproteses sem suporte (n = 9) e com bioproteses com suporte rigido (n = 9) em um periodo pos-operatorio medio de 26 meses. Os resultados foram comparados com um grupo de voluntarios normais (n = 15). Os pacientes estavam em ritmo sinusal, tinham fracao de ejecao do ventriculo esquerdo dentro dos limites da normalidade, nao apresentavam insufiCiência mitral importante nem sinais de disfuncao protetica. Todos tinham areas de superficie corporea equivalentes, assim como diametros da aorta e do ventriculo esquerdo. O tamanho das proteses aorticas foi similar entre os grupos. Em cada grupo, estudamos os gradientes transproteticos sistolicos maximo e medio, a area valvar aortica absoluta e corrigida pela area de superficie corporea e indice Doppler de velocidade em repouso. Os gradientes transproteticos foram obtidos com sucesso ao esforco em todos os pacientes. Tambem analisamos em cada grupo a duracao do exercicio, a carga imposta durante o mesmo, as frequencias cardiacas em repouso e ao esforco, a diferenca entre a frequencia cardiaca de pico e de repouso (delta frequencia cardiaca), e as diferencas entre os gradientes de pico e de repouso(deltas gradientes). Estudamos o incremento dos gradientes ao esforco em relacao ao repouso, relacionando-os com o incremento de frequencia cardiaca e com os METS obtidos. Os dados foram expressos em media e desvio-padrao, e comparados pela analise de variancia para medidas repetidas (Kruskall-Wallis, Anova). Valores de p<0,05 foram considerados significantesa(au)
Assunto Ecocardiografia
Exercício
Transplante Homólogo
Próteses e Implantes
Idioma Português
Data 2004
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2004. 103 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 103 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18851

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta