99mTC-fitato e 99mTc-dextran 500 na linfocintilografia para biópsia de linfonodo sentinela em ratos

99mTC-fitato e 99mTc-dextran 500 na linfocintilografia para biópsia de linfonodo sentinela em ratos

Título alternativo 99mTc-phytate and 99mTc-dextran 500 in lymphoscintigraphy for sentinel lymph node biopsy in rats
Autor Paiva, Geruza Rezende Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Oliveira Filho, Renato Santos de Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Embora os procedimentos de biopsia de linfonodo sentinela estejam sendo reproduzidos em diversos centros oncologicos do mundo, existem muitos aspectos a serem melhor definidos para uma padronizacao, como o melhor radiofarmaco a ser utilizado. O objetivo deste estudo foi avaliar qual dos dois radiofarmacos mais frequentemente usados no Brasil, 99mTc-dextran 500 ou 99mTc-fitato define melhor o linfonodo sentinela e migra menos para outros linfonodos apos o linfonodo sentinela Trinta e dois ratos Wistar-EPM1, randomizados em dois grupos foram submetidos a linfocintilografia com 99mTc-dextran 500 ou 99mTc-fitato, e a biopsia dos linfonodos popliteo (sentinela) lombares e inguinais. A radioatividade nos linfonodos, no local da injecao do radiofarmaco, no leito operatorio e a de fundo foram medidas nos grupos e comparadas. O estudo estatistico (teste t de Student, teste de Mann-Whitney, analise de variancia de Friedman e teste de Wilcoxon) comparou os grupos 99mTcdextran 500 e 99mTc-fitato e demonstrou que os dois radiofarmacos migraram do local de injecao ate o linfonodo sentinela e o identificaram como o mais captante de forma semelhante. Demonstrou tambem que o radiofarmaco 99mTc-fitato migrou menos e para menor numero de linfonodos apos o linfonodo sentinela. A radioatividade encontrada no leito operatorio e a radiacao de fundo nao mostraram diferenca estatistica significante. Com estas propriedades pode-se concluir que o radiofarmaco 99mTc-fitato e melhor que o 99mTc-dextran para o procedimento de biopsia de linfonodo sentinela
Assunto Ácido fítico
Dextranos
Cintilografia
Biópsia de linfonodo sentinela
Idioma Português
Data 2004
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2004. 74 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 74 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18874

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta