Fosforilacao de elF2alfa e a resposta integrada de estresse no status epilepticus induzido por pilocarpina

Fosforilacao de elF2alfa e a resposta integrada de estresse no status epilepticus induzido por pilocarpina

Título alternativo elF2alfa phosphorylation and the integrated stress response in the pilocarpine induce status epilepticus
Autor Carnevalli, Larissa de Souza Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A fosforilacao da subunidade a do fator de inicio de traducao eIF2, como resposta a inumeros estresses, leva 'a inibicao da sintese proteica geral das celulas, cuja extensao e de extrema relevancia para a sobrevivencia ou morte das celulas de acordo com o padrao de mensagens especificas traduzidas como parte da resposta integrada de estresse. Neste trabalho, foram investigados os efeitos da inducao da epilepsia do lobo temporal por pilocarpina sobre a sintese proteica no encefalo de camundongos. Durante os primeiros 30 minutos de status epilepticus ocorre uma drastica dissociacao dos polissomos associada a extensa fosforilacao de eIF2a. A fosforilacao de eIF2 e extensa e persistente no cortex (CTX) e no hipocampo (HPC), e transiente e moderada em areas nao relacionadas, como o tronco encefalico. eIF2a(P) tem papel central na resposta integrada ao stress (ISR). Varios elementos desta via foram investigados. Foi detectada ativacao das quinases de e1F2, PERK, GCN2 e PKR, em amostras totais de encefalo de animais em SE, porem nenhuma destas quinases de eIF2 e responsavel pela fosforilacao de eIF2 durante SE 30 min no CTX ou HPC. Outros elementos da resposta ISR foram analisados. Os mRNA's codificando BiP e CHOP, assim como a proteina BiP, tem seus niveis aumentados em amostras de cerebro total, porem nao foi detectado aumento no CTX ou HPC. O fator transcricional XBP-1 encontra-se parcialmente ativado em tempos tardios apos o inicio do SE, no CTX e HPC, sugerindo ativacao da UPR em uma populacao restrita de neuronios ou em niveis muito baixos. O estudo das bases moleculares que levam a fosforilacao de eIF2 na epilepsia e a resposta das celulas neuronais a inibicao da sintese proteica como parte da ISR podem ajudar na elucidacao dos eventos que resultam na morte neuronal causada pelas crises epilepticas
Assunto INIBIDORES DE SINTESE DE PROTEINAS
Fator de Iniciação 2 em Eucariotos
Epilepsia
Pilocarpina
Idioma Português
Data 2004
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2004. 116 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 116 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/18959

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta