Brazilian standardised norms for a set of pictures are comparable with those obtained internationally

Brazilian standardised norms for a set of pictures are comparable with those obtained internationally

Título alternativo A padronização brasileira para um conjunto de figuras é comparável à obtida internacionalmente
Autor Pompéia, Sabine Autor UNIFESP Google Scholar
Miranda, Mônica Carolina Autor UNIFESP Google Scholar
Bueno, Orlando Francisco Amodeo Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Snodgrass & Vanderwart (1980) standardized a set of 260 pictures in the USA for use in studies of cognitive processes that employ pictured objects as laboratory analogues of object themselves. Since then similar norms for this set were obtained in Britain, Spain, Japan and Iceland and a larger set of 400 pictures (including the original 260: Cycowicz et al., 1997) was studied in France and Brazil. The present article provides a comparison of the norms obtained in Brazil and internationally. The pattern of correlations among the Brazilian and other standardizations were equivalent to that previously observed: despite pictures being judged to be of similar familiarity and visual complexity (high positive correlations), name agreement was less correlated, possibly due to differences in the languages spoken in each country and/or in the sample size used in each study. Results confirm the adequacy of the Brazilian norms.

Snodgrass & Vanderwart (1980) padronizaram um conjunto de 260 figuras nos EUA para uso em pesquisas de processos cognitivos nas quais figuras de objetos são utilizadas como análogos laboratoriais de objetos propriamente ditos. Desde então normas similares foram obtidas no Reino Unido, Espanha, Japão e Islândia, e um conjunto de 400 figuras (incluindo as 260 originais: Cycowicz et al., 1997) foi estudado na França e no Brasil. O presente estudo traz uma comparação das normas obtidas no Brasil e internacionalmente. O padrão de correlações entre as padronizações brasileira e as demais foi equiparável ao previamente descrito: apesar das figuras serem julgadas como tendo familiaridade e complexidade visual similares (correlações positivas elevadas), a consistência de nomeação foi menos correlacionada, possivelmente devido a diferenças nos idiomas de cada pais pesquisado e/ou devido ao tamanho da amostra empregada em cada estudo. Os resultados confirmaram a adequação das normas brasileiras.
Assunto picture
naming
familiarity
visual complexity
norms
standardization
figura
nomeação
familiaridade
complexidade visual
normas
padronização
Idioma Inglês
Data 2003-12-01
Publicado em Arquivos de Neuro-Psiquiatria. Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO, v. 61, n. 4, p. 916-919, 2003.
ISSN 0004-282X (Sherpa/Romeo)
Editor Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Extensão 916-919
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2003000600005
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-282X2003000600005 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1938

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0004-282X2003000600005.pdf
Tamanho: 32.59Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta