Apneia obstrutiva do sono em pacientes submetidos a laringectomia parcial horizontal supracricoidea ou vertical fronto-lateral

Apneia obstrutiva do sono em pacientes submetidos a laringectomia parcial horizontal supracricoidea ou vertical fronto-lateral

Título alternativo Sleep obstructive apnea in patients who underwent partial horizontal supracricoid or vertical frontolateral laryngectomy
Autor Araujo, Yusef Jalil Israel Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: Avaliar a ocorrencia e a severidade da Apneia Obstrutiva do Sono (AOS), atraves de polissonografia (PLG) em pacientes submetidos a Laringectomia Parcial Horizontal Supracricoidea (LPHSC) ou Laringectomia Parcial Vertical Fronto-lateral (LPVFL) para tratamento do carcinoma da laringe e correlaciona-la com a idade, indice de massa corporea, exame fisico e avaliacao da via aerea superior atraves de nasofaringolaringoscopia. Metodos: Em pacientes previamente submetidos a LPHSC ou LPVFL por carcinoma epidermoide da laringe, provenientes da Disciplina de Cirurgia de Cabeca e Pescoco da Universidade Federal de São Paulo, Escola Paulista de Medicina, no periodo de outubro 2002 a fevereiro de 2003. Realizou-se estudo prospectivo. De um total de 53 pacientes, 22 concordaram em participar do estudo, sendo que 11 tinham sido submetidos a LPHSC e 11 a LPVFL, 20 eram do sexo masculino e 2 do feminino, sendo uma mulher para cada tipo de cirurgia. A idade variou entre 50 e 80 anos, sendo que a media foi de 65,5 anos. Os pacientes foram avaliados clinicamente, por meio de anamnese detalhada, exame otorrinolaringologico, nasofaringolaringoscopia e polissonografia. Resultados: De acordo com a analise estatistica, so houve correlacao positiva entre o indice de apneialhipopneia (IAH) e a idade dos pacientes, ou seja, quanto maior a idade do paciente laringectomizado, maior a possibilidade de apresentar AOS. Observou-se que a luz glotica relacionada com o IAH, houve uma relacao inversamente proporcionai mais nao estatisticamente significante. Nos pacientes submetidos a LPHSC e LPVFL, a presenca de AOS foi de 81 por cento e 91 por cento dos casos respectivamente, caracteristica que foi semelhante entre os grupos. Em relacao a severidade da AOS a grande maioria dos pacientes estudados, apresentou AOS de grau leve a moderado. Conclusao: Observamos uma alta incidencia da AOS em pacientes submetidos a LPHSC e LPVFL
Assunto Laringectomia/métodos
Neoplasias Laríngeas/complicações
Neoplasias Laríngeas/cirurgia
Síndromes da Apneia do Sono/diagnóstico
Idioma Português
Data 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 80 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 80 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/19389

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta