Acao cronica do ritonavir sobre a prenhez da rata albina (Rattus norvegicus albinus, Rodentia, Mammalia)

Acao cronica do ritonavir sobre a prenhez da rata albina (Rattus norvegicus albinus, Rodentia, Mammalia)

Título alternativo Chronic action of ritonavir on albinus rat pregnancy: consequences on the reproductive performance and perinatal outcome
Autor Carvalho, Adelino Moreira de Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivos: Geral - avaliar os efeitos da acao cronica do ritonavir sobre a rata prenhe e seus conceptos. Especificos: avaliar a influencia do ritonavir sobre: o peso e mortalidade das matrizes, o numero de implantacoes e de reabsorcoes, o peso dos fetos e das placentas, o aspecto histologico dos figados e rins maternos e fetais, a funcao hepatica e renal das matrizes. Metodos: 40 ratas albinas, EPM1 Wistar, 3 meses de idade, pesando cerca de 200g, aleatoriamente divididas em grupos de 10: controle (C) e experimentais: E,, E2 e E3. Apos teste de prenhez positivo, foi administrado, via gavagem, diariamente, durante toda a prenhez, 1 mL do veiculo (propilenoglicol + etanol) ao grupo C e 1 mL de ritonavir, em diferentes concentracoes, aos grupos E, (20mg/Kg), E2 (60mg/Kg) e E3(180mg/Kg). No 20.°. dia de prenhez, as ratas foram anestesiadas (eter sulfurico) e sacrificadas. Feito puncao ventricular cardiaca, recolhido sangue em tubo seco e dosados aspartato aminotransferase, alanina aminotransferase, ureia e creatinina. Retiradas as placentas e fetos. Observado seu aspecto, tamanho, presenca ou nao de malformacoes, reabsorcoes; avaliado peso das ratas, placentas e fetos; avaliado o indice de mortalidade. Encaminhados fragmentos de figados e rins de matrizes e crias para microscopia de luz. Estatistica feita pelo Teste de Kruskall-Wallis. Para resultados de p < 0,05, aplicou-se o Teste de Comparacoes Multiplas de Dunn. O nivel de rejeicao da hipotese de nulidade fixado em 0,05 (5 por cento). Resultados: todos os grupos ganharam peso em relacao ao dia zero de prenhez; o E1 (dose terapeutica) ganhou mais peso que todos os outros grupos e mais que o esperado pela prenhez; o E2 ganhou proporcionalmente mais peso que o C; o E3 ganhou menos peso que o esperado pela prenhez; o E1 apresentou ganho de peso medio nas placentas; 20 por cento das ratas do grupo E2 e 40 por cento do E3 foram a obito. Nao houve nos fetos: obito, malformacoes; perda de peso ou lesoes histologicas. Nos figados e rins do grupo E3 houve intensa conGestão vascular e picnose; nos figados do grupo E2: conGestão sinusoidal e hepatocitos hipercromaticos; rins do grupo E2: dilatacao de vasos sanguineos peritubulares; reabsorcoes: presentes em E3; 180mg/Kga(au)
Assunto Ritonavir
Prenhez
Ratos
Fígado
Rim
Idioma Português
Data 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 89 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 89 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/19392

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta