Efeito do tratamento por eletroacupuntura sobre a fibrose induzida por ovoalbumina em ratos Wiostar

Efeito do tratamento por eletroacupuntura sobre a fibrose induzida por ovoalbumina em ratos Wiostar

Título alternativo Effects of the electroacupunture treatment on experimental fibrosis, in rats submitted to this model
Autor Katsuya, Elizabeth Marie Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: O objetivo deste estudo foi inicialmente verificar se o modelo COC-OVASepharosem, descrito em camundongos para a investigacao dos mecanismos de fibrose imunomediada, poderia ser reproduzido em ratos. Em seguida analisar os efeitos do tratamento por acupuntura sobre a fibrose experimental, em ratos submetidos a esse modelo. Material e Metodos: Ratos Wistar pesando 200-250 g receberam implante subcutaneo de 400 mg de clara de ovo coagulada (COC) no dia 1 e depois de 14 dias foram desafiados com injecao endovenosa de OVA acoplada a cerca de 10.000, 20.000 ou 40.000 microesferas de Sepharose ® e suspensas em 400 gi- de PBS. Esses animais foram divididos em 4 grupos: Acupuntura (A), Falsaacupuntura (F A), Imobilizado (I) e Controle (C). O tratamento com eletroacupuntura (A), em pontos utilizados na clinica para doencas pulmonares, ou falsa-acupuntura (FA), em nao pontos, era feito a partir do dia 2, duas vezes por semana, por 3 semanas. Findo este periodo, era retirado sangue, pela veia da cauda dos animais previamente anestesiados, para dosagem de corticosterona plasmatica (metodo fluorimetrico) e o pulmao era removido para analises histologicas. O material foi corado pelos metodos da hematoxilina-eosina, picrosirius-vermelho e Litt para visualizacao das celulas inflamatorias, fibras colagenas e eosinofilos, respectivamente. Para a analise quantitativa a area das lesoes ao redor das microesferas foi medida por meio de sistema de analise de imagens computadorizadas acoplado a microscopio de luz. Resultados: Os ratos submetidos ao modelo da COC-OVA-Sepharose°, com a administracao endovenosa de aproximadamente 20.000 microesferas de Sepharose® acoplada a OVA apresentaram lesoes pulmonares inflamatorias constituidas de celulas mononucleares, intenso infiltrado eosinofilico e deposicao de colageno. Pela analise qualitativa observamos diminuicao das lesoes inflamatorias no grupo A em relacao ao grupo C. A analise quantitativa revelou que as areas das lesoes pulmonares nos grupos I, FA e A foram significativamente menores do que no grupo C. Este resultado foi atribuido ao estresse da imobilizacao que promove liberacao de hormonios adrenocorticais no inicio do procedimento experimental. Como os animais eram manipulados durante tres semanas provavelmente ocorreu adaptacao ao procedimento experimental, de forma que no final do experimento nao observamos diferencas significativas na concentracao plasmatica de corticosterona entre os grupos. Tambem nao observamos diferencas significativas entre as lesoesa(au)
Assunto Fibrose
Acupuntura
Inflamação
Corticosterona
Pulmão/lesões
Idioma Português
Data 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 73 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 73 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/19414

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta