Eventos estressores da vida diaria e percepcao de qualidade de vida

Eventos estressores da vida diaria e percepcao de qualidade de vida

Título alternativo Stressing life events and quality of life: impacts and results in the use of medical assistance of 4 day cares centers in São Paulo city
Autor Batista, Daniele Barrionuevo Kallas Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivos: Estudar a associacao entre as variaveis: percepcao de qualidade de vida e eventos da vida diaria com a utilizacao do sistema de Saúde em 86 colaboradores de quatro creches da regiao metropolitana de São Paulo. Metodos: O estudo e do tipo descritivo transversal X51,52). Criterios de inclusao: colaboradoras que estavam na empresa ha mais de 12 meses do sexo feminino. A amostra final foi composta representou 86 por cento (n=74) das colaboradoras. Procedimentos: Levantou-se os dados de utilizacao do sistema de Saúde das colaboradoras junto a empresa seguradora e foram aplicados dois questionarios para a avaliacao de eventos da vida diaria e qualidade de vida. No questionario de qualidade de vida foram incluidos dados socioeconomicos (idade, escolaridade, estado civil, salario e ocupacao). Para a avaliacao dos eventos da vida diaria foi utilizada a Escala de Holmes-Rahe. A percepcao das colaboradoras foi registrada atraves do questionario de Qualidade de Vida da Organizacao Mundial de Saúde na sua forma breve (W HOQOL_ bref). A correlacao entre os escores dos questionarios em cada dominio com a utilizacao do sistema de Saúde privado foi analisada por meio de correlacao de Spearman (rs). Resultados: Observou-se que 71,62 por cento das colaboradoras percebem sua Saúde como boa ou muito boa, 62 por cento esta satisfeita em relacao a sua Saúde e 58 por cento referem sua qualidade de vida como boa. Na escala de Holmes-Rahe, 68,92 por cento apresentam escore inferior a 151 pontos indicando baixa probabilidade de adoecer nos proximos meses. Os resultados obtidos foram: dominio fisico = 15,97 (1,9), dominio psicologico = 14,72 (2,5), dominio de meio ambiente = 13,14 (2,1), e relacoes pessoais = 15,8 (3,1). A media de utilizacao do sistema de Saúde foi de 8,04 vezes/ano. Na correlacao de Spearman aplicada entre as variaveis: dominio psicologico e utilizacao da assistencia medica obtivemos o resultado de rs = -0,272 (p=0,019). Conclusoes: A qualidade de vida (WHOQOL_ bref) sugere que pessoas do genero feminino que trabalham em creches e que apresentam percepcoes desfavoraveis no dominio psicologico, tendem a utilizar mais frequentemente o sistema medico disponivel para funcionarios do que as que apresentam niveis mais elevados
Assunto Qualidade de Vida
Estresse Fisiológico
Creches
Serviços de Saúde do Trabalhador
Idioma Português
Data 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 76 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 76 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/19588

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta