Estudo da regeneracao nervosa em nervos tibiais de ratos Wistar utilizando o Fluoro-Gold(R) como marcador neuronal

Estudo da regeneracao nervosa em nervos tibiais de ratos Wistar utilizando o Fluoro-Gold(R) como marcador neuronal

Título alternativo Study of nervous in regeneration in tibial nerves of Wistra rats using Fluoro-Gold(R) as neuronal marker
Autor Grecco, Marco Aurelio Sertorio Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: Estudar em ratos a regeneracao nervosa no enxerto nervoso tradicional, comparando-os com grupo controle, atraves da contagem ao nivel da medula espinhal de motoneuronios marcados por meio de exposicao do nervo tibial ao Fluoro-Gold®, realizada proximal e distalmente ao enxerto nervoso. Metodos: Foram divididos em dois grupos. No grupo controle operamos os dois membros inferiores, expondo o nervo tibial de cada perna, seccionando-os e expondo-os imediatamente ao marcador neuronal Fluoro-Gold® O grupo experimental consistiu inicialmente em operarmos os dois membros inferiores, expondo o nervo tibial de cada lado e ressecando um segmento de 8 mm do nervo, simulando, ao mesmo tempo, a perda de substancia e a obtencao do enxerto nervoso autogeno. A reparacao da perda de substancia do lado esquerdo consistiu em enxertia convencional simples, utilizando o segmento nervoso retirado do lado direito com sutura microcirurgica do enxerto nervoso. O nervo tibial direito foi tambem reparado com enxerto de nervo tibial esquerdo. Apos quatro meses, os animais foram submetidos a nova cirurgia para exposicao dos nervos tibiais ao marcador neuronal Fluoro-Gold® O nervo tibial direito foi corado apos o enxerto nervoso e o esquerdo antes do enxerto. Os grupos, pos 48 horas da exposicao ao FG, foram perfundidos e o segmento medular entre L3 e S1 foi removido e cortado em segmentos de 40 m. Houve contagem de motoneuronios na medula espinhal em todos os cortes. Resultados: Apos a exposicao do nervo tibial ao Fluoro Gold, foi constatado numero maior de motoneuronios nos animais onde nao foi feito enxerto nervoso; nos animais onde foi feito enxerto nervoso; notamos menor numero de motoneuronios, quando a exposicao do nervo tibia[ ao Fluoro-Gold® era feita distal ao enxerto nervoso. Conclusao A diminuicao do numero de celulas motoras nos nervos enxertados mostra que o enxerto nervoso funciona como um bloqueio parcial para a migracao dos axonios em regeneracao
Assunto Transplante Autólogo
Regeneração Nervosa
Nervos Periféricos
Corantes Fluorescentes
Idioma Português
Data 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 114 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 114 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/19599

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta