Ação crônica da lamivudina sobre fígado e rins maternos e fetais durante a prenhez da rata albina (Rattus norvegicus albinos, Rodentia, Mammalia): aspectos morfológicos e bioquímicos

Ação crônica da lamivudina sobre fígado e rins maternos e fetais durante a prenhez da rata albina (Rattus norvegicus albinos, Rodentia, Mammalia): aspectos morfológicos e bioquímicos

Título alternativo Chronic action of lamivudine on liver and kidneys of mothers and fetuses during pregnancy of the albinics rats (Rattus norvegicus albinos, Rodentia Mammalia): morphological and biochemical aspects
Autor Pontes, Rosana Dorsa Vieira Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Kulay Junior, Luiz Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: Para se estabelecer o risco da administração de um determinado fármaco durante o período gestacional, têm sido de grande relevância os ensaios biológicos com modelos experimentais. O uso de anti-retrovirais, dentre os quais se destaca a lamivudina, por mulheres em idade reprodutiva, incluindo grávidas, tornou-se freqüente e necessário para prevenir a transmissão vertical do HIV-1. Objetivo: Estudar a ação da lamivudina sobre fígado e rins maternos e fetais durante a prenhez de ratas albinas, avaliando aspectos morfológicos e bioquímicos. Métodos: Neste experimento foi administrada lamivudina a ratas albinas (Rattus norvegicus albinos, Rodentia, Mammalia) do dia zero ao vigésimo dia da prenhez. Quarenta animais foram distribuídos em quatro grupos: Controle, Experimental 1, Experimental 2 e Experimental 3. As ratas do grupo Controle receberam água destilada por gavagem e as dos grupos Experimentais 1, 2 e 3 receberam lamivudina, nas doses de 5, 15 e 45mg/kg/dia respectivamente. Os animais foram sacrificados no vigésimo dia, após coleta de sangue para análise bioquímica. O fígado e os rins de cada rata e de suas crias foram submetidos a preparo histológico e análise através de microscopia óptica. Resultados: Somente fígados e rins maternos das ratas do grupo Experimental 3 apresentaram alterações morfológicas. Este grupo apresentou valores significantemente mais elevados tanto de transaminases hepáticas quando comparados aos do grupo Controle, quanto de creatinina quando comparados com os dos grupos Experimentais 1 e 2, bem como de uréia, com relação aos grupos Controle e Experimental 2. Conclusões: As matrizes expostas a 45mh/kg/dia apresentaram lesões hepáticas e renais, confirmadas por alterações bioquímicas; nenhuma das doses oferecidas propiciou alterações histológicas no fígado e rins fetais.
Assunto Lamivudina
Ratos
Prenhez
Fígado
Rim
Idioma Português
Data 2004
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2004. 86 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 86 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/20283

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta