Estimulação elétrica nervosa transcutânea no pós-operatório de cirurgia de revascularização do miocárdio: analgesia, função respiratória e eletromiografia de superfície

Estimulação elétrica nervosa transcutânea no pós-operatório de cirurgia de revascularização do miocárdio: analgesia, função respiratória e eletromiografia de superfície

Título alternativo Transcutaneos electrical nerve stimulation in the postoperative myocardial revascularization surgery: analgesia, respiratory function and surface electromyography
Autor Cipriano Junior, Gerson Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Carvalho, Antonio Carlos Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivos: Avaliar a eficácia da estimulação elétrica nervosa transcutânea (TENS) no tratamento da dor no pós-operatório de cirurgia de revascularização do miocárdio. Verificar as variações da função pulmonar e da atividade elétrica muscular nos períodos pré e pós-operatório, antes e após o tratamento com a TENS. Métodos: Os pacientes foram avaliados no período pré-operatório e pós-operatório, antes e após o tratamento utilizando a estimulação elétrica nervosa transcutânea, divididos em 2 grupos, sendo o grupo A, o que realizou a terapia convencional e o grupo B, que utilizou tratamento placebo. A avaliação constou de escala visual analógica para variação, de dor, espirometria para avaliação da função pulmonar e eletromiografia de superfície por biofeedback para registro da atividade elétrica muscular. Resultados: Foram acompanhados 45 pacientes, sendo 23 pertencentes ao grupo A e 22 ao grupo B. Os grupos apresentaram homogeneidade quanto á idade, índice de massa corpórea e sexo, com predominância de indivíduos do sexo masculino em ambos os grupos. Quando comparamos os instantes pré-operatório e pós-operatório, o tratamento utilizando a TENS mostrou-se eficaz quanto à redução de dor no grupo que realizou a terapia convencional (A) em relação ao placebo (B) (p<0,001). Quanto à função pulmonar, o volume corrente e a capacidade vital do grupo que utilizou a terapia convencional (A), apresentaram melhora de 19 por cento (p<0,001) e 20 por cento (p=0,008) respectivamente, em relação ao grupo placebo (B), enquanto a freqüência respiratória apresentou redução média de 10 por cento no grupo (A) (p=0,019) e apenas 1 por cento no grupo B (p=0,987). 0 registro de atividade elétrica muscular, constatou também melhora de 15 por cento no músculo trapézio (p=0,022) e 28 por cento em peitoral (p<0,001) no grupo de utilizou o tratamento convencional (A) em relação ao placebo (B). Conclusões: A função pulmonar e a atividade elétrica muscular apresentaram redução no período pós-operatório em relação ao pré-operatório. 0 tratamento utilizando a TENS mostrou-se eficaz no tratamento da dor, bem como na melhora da função pulmonar e da atividade elétrica muscular
Assunto Estimulação Elétrica Nervosa Transcutânea
Dor
Revascularização Miocárdica
Eletromiografia
Analgesia
Idioma Português
Data 2004
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2004. 54 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 54 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/20330

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta