Contribuição para a avaliação e utilização do condicionamento aeróbio em pacientes com fibromialgia

Contribuição para a avaliação e utilização do condicionamento aeróbio em pacientes com fibromialgia

Título alternativo Contribuition to the evaluation and use of aerobic conditioning in patients with fibromyalgia
Autor Natour, Jamil Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivos: Avaliar a aptidão cardiorrespiratória de pacientes com fibromialgia, avaliar os efeitos do condicionamento aeróbio e do alongamento na melhora da dor e qualidade de vida na fibromialgia e analisar os efeitos do exercício aeróbio no meio aquático comparativamente ao exercício em solo em mulheres com fibromialgia. Material e métodos: No primeiro estudo 50 mulheres fibromialgicas sedentárias e 50 mulheres sedentárias sadias foram estudadas e comparadas quanto a sua capacidade aeróbia. No segundo estudo 76 mulheres fibromialgicas sedentárias foram randomizadas em 2 grupos iguais. Um grupo foi submetido a caminhadas regulares, outro grupo á sessões de alongamento. Nos dois grupos as pacientes realizavam a atividade física três vezes por semana, por uma hora durante 20 semanas. No terceiro estudo 60 mulheres fibromialgicas sedentárias foram randomizadas em dois grupos iguais. Um grupo fez caminhado em solo e o outro caminhada na água três vezes por semana por 15 semanas. Escala visual analógica de dor (EVA), Questionário de Impacto da Fibromialgia (FIQ), Inventário Beck de Depressão, Questionário de qualidade de vida SF-36 e teste espiroergométrico foram aplicados à entrada, no meio e ao final dos estudos. Resultados: As pacientes fibromialgicas apresentaram piores resultados nos testes espiroergométricos que as não fibromialgicas. Tanto o V02 max quanto o limiar anaeróbio foram piores nas fibromialgicas. Estas pacientes realizaram testes submáximos. Na comparação entre caminhada e alongamento, as pacientes fibromialgicas melhoraram mais quando submetidas à caminhada no que se refere a dor e qualidade de vida, mesmo as que não se condicionaram. O tratamento de fibromialgia com a técnica de corrida dentro d'água foi efetivo e mostrou-se superior ao treinamento por caminhada ou corrida em solo, pelo FIQ total e por alguns itens de avaliação psicoafetiva. A melhora da dor e o ganho de condicionamento físico foram semelhantes nos dois grupos. Conclusões: Pacientes fibromiálgicas tem capacidade física reduzida. O limiar anaeróbio é o melhor parâmetro para avaliar a capacidade física destas pacientes. O treinamento aeróbio pela caminhada em solo é superior ao alongamento. A comparação entre caminhar na água e no solo, mostrou resultados semelhantes, com exceção de alguns aspectos que foram superiores na caminhada na água. A corrida dentro d'água com cinto flutuador mostrou-se uma opção segura para o tratamento de pacientes com fibromialgia.
Assunto Atividade motora
Fibromialgia
Hidroterapia
Aptidão física
Motor activity
Fibromyalgia
Hydrotherapy
Physical fitness
Idioma Português
Data 2004
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2004. Tese=141p. Memorial=164 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão Tese=141p. Memorial=164 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de livre-docência
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/20373

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta