Detecção de rejeição aguda subclínicas pós-transplante renal

Detecção de rejeição aguda subclínicas pós-transplante renal

Título alternativo Detection of subclinical rejections of kidney transplant patients
Autor Oliveira, Ana Francisca Franco de Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Pacheco-Silva, Alvaro Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: Realizando-se biópsias protocolares nos primeiros 6 meses pó 1 transplante renal encontrou-se uma incidência de 30 por cento de Rejeições Subclínicas porém a maioria dos estudos que analisaram a incidência e o impacto da: Rejeições Subclínicas foi realizada em grupos de pacientes que receberam enxertos, predominantemente, de doadores cadavéricos. 0 objetivo deste estudo foi analisar de forma prospectiva a incidência de Rejeição Subclínica em pacientes submetidos a transplante renal, avaliar sua influência nas sobrevidas de enxerto e do paciente num grupo de pacientes cor grande porcentagem de rins provenientes de doadores vivos. Material e Métodos: Foi realizado estudo de coorte prospectivo com sessenta' três pacientes submetidos a transplante renal entre abril de 2001 a setembro d 2002. Trinta e nove pacientes (62 por cento) foram receptores de rim de doador) Esses pacientes foram submetidos à biópsia renal percutânea aos 1, 2, 3 e 6 meses pós-transplante renal, adotando-se os critérios da classificação de Bar para quantificação de inflamação. Resultados: Sessenta e três pacientes foram submetidos, a biópsias protocolares, em um total de 202 biópsias (3,2 biópsias/paciente). Apenas duas biópsias (1 por cento) mostraram Rejeição Subclínica. A compatibilidade HLA dos pacientes foi: 22 pacientes com HLA idêntico ao doador (35 por cento), 12 pacientes com HLA haploidêntico (19 por cento), 5 pacientes receptores renais de doador vivo com HLA distinto (8 por cento) e 24 pacientes receptores de rim de cadáver (38 por cento). Conclusão: Neste estudo, observamos uma pequena incidência de Rejeição Subclínica (1 por cento) num grupo de pacientes no qual a maioria dos enxertos proveniente de doadores vivos.
Assunto Transplante de rim
Rejeição de enxerto
Biópsia/métodos
Rim
Doadores vivos
Idioma Português
Data 2004
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2004. 63 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 63 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/20377

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta