Comorbidade: uso de álcool e outros transtornos psiquiátricos

Comorbidade: uso de álcool e outros transtornos psiquiátricos

Título alternativo Comorbidity: alcohol use and other psychiatric disorders
Autor Alves, Hamer Autor UNIFESP Google Scholar
Kessler, Felix Google Scholar
Ratto, Lilian Ribeiro Caldas Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade Federal do Rio Grande do Sul Departamento de Psiquiatria
Santa Casa Faculdade de Ciências Médicas Departamento de Psiquiatria e Psicologia Médica
Resumo Alcohol related disorders often coexist with other psychiatric disorders and its incidence is increasing in last decades. Studies show that patients with comorbidity, specially those with severe psychiatric disorders, have higher rates of suicide, relapse, money spent in treatment, homeless and they use more medical service. Their evaluation must be meticulous because the differencial diagnosis become complicated without a long period of alcohol withdrawal. These patients have a worse prognostic and their treatment is more difficult. Most of studies in this area have indicated that the integration of psychosocial and pharmacological techniques is more effective. The long term treatment must focus in the reduction of symptoms, improvement of social and familiar funcioning, coping skills and relapse prevention.

Os transtornos relacionados ao consumo de álcool freqüentemente coexistem com outras doenças psiquiátricas e sua incidência parece estar aumentando nas últimas décadas. Estudos demonstram que pacientes com comorbidade, principalmente aqueles com transtornos psiquiátricos graves, apresentam maiores taxas de suicídio, recaídas, gastos com tratamento, falta de moradia e utilizam mais os serviços médicos. A avaliação deve ser minuciosa, pois o diagnóstico diferencial torna-se complicado sem um longo período de abstinência do álcool. Esses pacientes costumam ter um prognóstico pior, além de serem de difícil tratamento. A maioria dos estudos nesse campo tem indicado que integração de técnicas psicossociais e farmacológicas é mais efetiva. O tratamento de longo prazo deve focar-se na minimização dos sintomas, melhora do funcionamento social e familiar, treinamento de habilidades e prevenção de recaída.
Assunto Alcoholic beverages
Substance-related disorders
Comorbidity
Bebidas alcoólicas
Transtornos relacionados ao uso do álcool
Comorbidade
Idioma Português
Data 2004-05-01
Publicado em Revista Brasileira de Psiquiatria. Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP, v. 26, p. 51-53, 2004.
ISSN 1516-4446 (Sherpa/Romeo)
Editor Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP
Extensão 51-53
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1516-44462004000500013
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1516-44462004000500013 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2072

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S1516-44462004000500013.pdf
Tamanho: 621.0Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta