Consenso brasileiro sobre políticas públicas do álcool

Consenso brasileiro sobre políticas públicas do álcool

Título alternativo Brazilian consensus on public policies on alcohol
Autor Laranjeira, Ronaldo Autor UNIFESP Google Scholar
Romano, Marcos Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo This is the summary of a meeting where a group of experts, representing several health organizations and academic departements from different parts of Brazil, created a consensus about the main alcohol policies which should be implemented by different levels of the brazilian government. The World Health Organization has been suggesting for 30 years the actions that should be implemented for the public good. Two important conclusions were reached: 1) The research establishes beyond doubt that public health measures of proven effectiveness are available to serve the public good by reducing the widespread costs and pain related to alcohol use; 2) To that end, it is appropriate to deploy responses that influence both the total amount of alcohol consumed by a population and the high-risk contexts and drinking behaviours that are so often associated with alcohol-related problems. To conceive of these intrinsically complementary approaches as contractory alternatives would be a mistake. The objectives of the consensus are: 1) To make the scientific evidences more available to the Brazilian policy makers; 2) To facilitate the evaluation of the available estrategies according their effectivity, scientific support, cost and cultural adaptability; 3) To make the brazilian health professionais familiar with the priorities of alcohol policies.

Esse é um resumo de uma reunião na qual vários especialistas, representando diversas organizações médicas e universitárias brasileiras, criaram um consenso sobre as principais políticas que deveriam ser implementadas pelos diferentes níveis de governo no Brasil. Há mais de 30 anos a OMS vem buscando um consenso internacional sobre as ações com maior potencial de trazer benefícios sociais. Essa busca trouxe duas conclusões importantes: 1) A pesquisa estabelece, sem margem à dúvida, que existem medidas de eficácia comprovada para reduzir os custos e os danos relacionados ao uso de álcool, visando ao bem comum; 2) É possível desenvolver estratégias que influenciam tanto a quantidade de álcool consumida por uma comunidade quanto os comportamentos de consumo e os contextos de alto risco causadores dos problemas relacionados ao consumo de álcool. Os objetivos deste Consenso são: 1) Tornar as evidências científicas mais acessíveis para os que elaboram políticas públicas; 2) Facilitar a avaliação das diversas estratégias disponíveis segundo critérios de efetividade, suporte científico, custo e viabilidade de transposição cultural; 3) Familiarizar o profissional de saúde, e em especial os que trabalham em saúde mental, sobre as prioridades da política do álcool.
Assunto Alcoholic beverages
Public policies
Consensus
Bebidas alcoólicas
Política social
Consenso
Idioma Português
Data 2004-05-01
Publicado em Revista Brasileira de Psiquiatria. Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP, v. 26, p. 68-77, 2004.
ISSN 1516-4446 (Sherpa/Romeo)
Editor Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP
Extensão 68-77
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1516-44462004000500017
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1516-44462004000500017 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2079

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S1516-44462004000500017.pdf
Tamanho: 812.6Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta