Estrutura fatorial da Stages of Change Readiness and Treatment Eagerness Scale (SOCRATES) em dependentes de álcool tratados ambulatorialmente

Estrutura fatorial da Stages of Change Readiness and Treatment Eagerness Scale (SOCRATES) em dependentes de álcool tratados ambulatorialmente

Título alternativo Factor structure of the Stages of Change Readiness and Treatment Eagerness Scale (SOCRATES) in alcohol dependent outpatients
Autor Figlie, Neliana Buzi Autor UNIFESP Google Scholar
Dunn, John Autor UNIFESP Google Scholar
Laranjeira, Ronaldo Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Royal Free & University College Medical School
Resumo OBJECTIVE: The aim of this study was to investigate the reliability and factor structure of the Stages of Change Readiness and Treatment Eagerness Scale (SOCRATES), version 8,¹ a 19-item self-reported instrument developed to measure readiness to change in alcohol-dependent alcoholics. METHODS: A Confirmatory Factor analysis of the SOCRATES was performed based on the factor structures previously demonstrated by Miller & Tonigan² and Maisto et al.³ in a sample with 326 alcohol-dependent outpatients. The questionnaire was translated into Portuguese, cross-culturally adapted and back-translated into English. During this process SOCRATES underwent some modifications to simplify some complex question formats. RESULTS: The analysis showed that two correlated factors provided the best fit for the data and that these were similar to Maisto et al.'s³ factors. CONCLUSIONS: There was less evidence to support a three-factor structure. The results are compared to previous studies and the reasons for discrepancies are discussed.

OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi o de investigar a confiabilidade e a estrutura fatorial da Stages of Change Readiness and Treatment Eagerness Scale (SOCRATES), versão 8,¹ instrumento com 19 itens que mensura a prontidão para a mudança em dependentes de álcool. MÉTODOS: Uma análise fatorial confirmatória da SOCRATES foi realizada em uma amostra de 326 dependentes de álcool, tratados ambulatorialmente, tendo como base a estrutura fatorial demonstrada por Miller & Tonigan² e Maisto et al.³ O questionário foi traduzido e adaptado culturalmente para o idioma português, sendo posteriormente submetido ao procedimento da retradução para o idioma inglês. Durante esse procedimento, foram realizadas algumas modificações, visando a simplificar alguns itens que apresentaram formato complexo. RESULTADOS: As análises estatísticas mostraram a existência de dois fatores correlacionados que melhor exploraram o modelo, sendo este achado similar ao estudo de Maisto et al.³ CONCLUSÕES: Foi constatada menor evidência para o modelo de três fatores. Esses resultados são comparados com estudos prévios e as discrepâncias são discutidas neste artigo.
Assunto Alcoholism
Motivation
Factor analysis, statistical
Validation studies
Alcoolismo
Motivação
Análise fatorial
Estudos de validação
Idioma Português
Data 2004-06-01
Publicado em Revista Brasileira de Psiquiatria. Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP, v. 26, n. 2, p. 91-99, 2004.
ISSN 1516-4446 (Sherpa/Romeo)
Editor Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP
Extensão 91-99
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1516-44462004000200005
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1516-44462004000200005 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2111

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S1516-44462004000200005.pdf
Tamanho: 1.114Mb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta