Concepções e práticas dos profissionais que exercem atividade docente sobre seu papel na formação ético-moral do estudante de medicina da UNIFESP

Concepções e práticas dos profissionais que exercem atividade docente sobre seu papel na formação ético-moral do estudante de medicina da UNIFESP

Título alternativo Conceptions and practices of professionals who perform teaching activities about their role in the UNIFESP medical students' moral and ethical education
Autor Serodio, Aluisio Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Maia, José Antonio Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Ensino em ciências da saúde – São Paulo
Resumo Introdução: A formação ético-moral dos estudantes de Medicina configurase como um fator de grande importância, considerando sua futura atividade profissional. Além dos cursos de Ética e Bioética, podemos afirmar que tal formação ocorre, em grande parte, no contexto do “currículo oculto”, ou seja, pela observação, pelo aluno, de seus professores, que passam a ser referências como exemplo. Objetivo: Investigar, sob a ótica dos profissionais que exercem atividade docente na graduação em Medicina da UNIFESP, seu papel na formação ético-moral dos estudantes. Procedimentos Metodológicos: Profissionais (docentes, médicos contratados, residentes e pós-graduandos) foram submetidos a um questionário. Os dados quantitativos foram submetidos a análises estatísticas apropriadas e os dados qualitativos foram estudados utilizando-se uma análise de conteúdos. Resultados: Os participantes da pesquisa acreditam que a universidade tem um papel considerável na promoção do desenvolvimento moral dos estudantes de Medicina. Segundo os pesquisados, os cursos formais de ética não têm importância central. Processos informais, especialmente o exemplo demonstrado pelos professores, são considerados decisivos para a formação éticomoral e os pesquisados estão relativamente satisfeitos com seu desempenho neste sentido. Os participantes não perceberam, por parte da instituição como um todo e de cada disciplina em particular, a devida preocupação com a formação em questão. Consideram ainda, que as condições de trabalho inadequadas e a baixa remuneração são fatores que dificultam a performance ética dos médicos. Considerações Finais: Nossos resultados, bem como dados da literatura, evidenciam que a escola médica influencia, de fato, o desenvolvimento moral de seus estudantes. É preciso que a universidade reconheça esta missão e se organize para realizá-la, através da integração do ensino da Ética como tema transversal que perpassa todo o currículo e da conscientização e preparo do corpo docente para atuar na promoção do desenvolvimento moral dos estudantes de Medicina.

Introduction: Taking into account medical students’ future professional activities, their moral and ethical education constitutes a major issue for discussion. Besides formal courses in Ethics and Bioethics, this education takes place, to a great extent, in the context of the “hidden curriculum”, through the students’ observation of their teachers, who become references as example of professionalism. Objective: To investigate, in the view of the professionals who perform teaching activities with medical students in the Federal University of S. Paulo (UNIFESP), their role in the students’ moral and ethical education. Methodology: Professionals (professors, physicians, graduate students and residents) were submitted to a questionnaire. Quantitative data were submitted to appropriate statistical analysis and qualitative data were studied using axes of analysis, considering the thematic concentration of the answers. Results: The subjects of research believe the University plays an important role in the promotion of medical students’ moral development. According to them, formal courses in Ethics are not crucial, while informal processes, especially teacher’s modeling, are regarded as decisive for the moral and ethical education of medical students. The subjects are relatively satisfied with their performance in this aspect, but they do not feel, neither in the institution as a hole, nor in each particular discipline, the necessary commitment with this issue. Still, they consider inappropriate work conditions and low income as factors that difficult physicians’ ethical performance. Final Comments: Our results, as well as evidences from specialized literature, show medical schools can influence students’ moral development. Thus, it is important that medical schools not only recognize this mission, but also organize themselves in order to perform it in the best possible way. Ethics’ teaching should be integrated in the general curriculum, crossing medical students’ training at all its moments. Teachers should be aware of their importance and should be stimulated to improve their competencies in order to contribute for the medical students’ moral and ethical education.
Assunto Ética médica/educação
Educação de graduação em medicina
Docentes
Idioma Português
Data 2006
Publicado em SERODIO, Aluisio. Concepções e práticas dos profissionais que exercem atividade docente sobre seu papel na formação ético-moral do estudante de medicina da UNIFESP. 2006. 162 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino em Ciências da Saúde) – Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2006.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 162 f.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/21245

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: Publico-21245.pdf
Tamanho: 637.8Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta