Diferenciação histopatológica e imunoistoquímica das alterações epiteliais no nódulo vocal em relação aos pólipos e ao edema de laringe

Diferenciação histopatológica e imunoistoquímica das alterações epiteliais no nódulo vocal em relação aos pólipos e ao edema de laringe

Título alternativo Histopathological and immunohistochemical differentiation of epithelial alterations in vocal nodule comparing to polyps and to laryngeal edema
Autor Neves, Beatrice M. J. Autor UNIFESP Google Scholar
G. Neto, João Google Scholar
Pontes, Paulo Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade de São Paulo (USP)
Resumo AIM: To evaluate by histological and immunohistochemical methods the epithelial lesions in vocal nodule and correlate with polyp, laryngeal edema and vocal folds without macroscopic lesions. STUDY DESIGN: Chart review. MATERIAL AND METHOD: In a retrospective analysis of medical records, twenty-six patients, who underwent microsurgical excision of laryngeal inflammatory lesions (nodules, polyps and laryngeal edema), were identified. Vocal folds without macroscopic lesions were obtained from autopsy. To evaluate epithelial lesions, specimens were stained with H&E, PAS, and with antibodies against laminin and collagen type IV. These specimens were analyzed by light microscopy. RESULTS: Lesions diagnosed as nodules showed more collagen type IV and laminin deposition when compared to polyps (p=0,034 and p=0,036, respectively) and to vocal folds without macroscopic lesions (p=0,019 and p=0,021, respectively). Nodules showed basement membranes thicker than polyps on PAS stain (p=0,102). Laryngeal edema could not be differentiated from nodules, polyps or vocal folds without macroscopic lesions by PAS, laminin or collagen type IV stain (p>0,10). CONCLUSION: By histological and immunohistochemical techniques to evaluate epithelium of laryngeal inflammatory lesions we conclude that vocal fold nodule differentiate from polyps on the three techniques used to stain basement membrane (PAS, laminin, collagen IV) and from vocal folds without macroscopic lesions on two techniques used (laminin, collagen IV). Laryngeal edema cannot be differentiated from the others laryngeal lesions, neither from vocal folds without macroscopic lesions, when the techniques before described are used.

OBJETIVO: Avaliar, por meio de técnicas histológicas e imunoistoquímicas, o epitélio nos nódulos vocais em relação aos pólipos, ao edema de laringe e às pregas vocais sem lesões macroscópicas. FORMA DE ESTUDO: Clínico retrospectivo. MATERIAL E MÉTODO: Por meio de levantamento de prontuário, foram identificados vinte e seis pacientes com lesões laríngeas inflamatórias (nódulos, pólipos e edema de laringe), que haviam sido submetidos à cirurgia. Pregas vocais sem alterações macroscópicas foram obtidas a partir de autópsia de cadáveres. Para análise do epitélio, foram realizadas colorações pela técnica da hematoxilina-eosina e do ácido periódico de Schiff e técnicas de imunoistoquímica com anticorpos dirigidos contra laminina e colágeno IV. A leitura das lâminas foi realizada por meio de microscopia óptica. RESULTADOS: Houve maior imunoexpressão de laminina e colágeno IV nos nódulos quando comparados aos pólipos (p=0,034 e p=0, 036, respectivamente), assim como quando comparados às pregas vocais sem lesões macroscópicas (p=0,019 e p=0, 021, respectivamente). Nódulos tendem a apresentar maior espessura da membrana basal, quando utilizamos coloração pela técnica do PAS, em relação aos pólipos (p=0,102). O edema de laringe não se diferenciou das demais nas técnicas utilizadas (p> 0,10). CONCLUSÕES: O Nódulo Vocal diferencia-se dos pólipos, nas três técnicas utilizadas para detecção da membrana basal (PAS, laminina, colágeno IV), e das pregas vocais sem lesões macroscópicas em duas das técnicas utilizadas (laminina e colágeno IV). Edema de laringe não se diferencia das demais lesões, nem de pregas vocais sem lesões macroscópicas, quando utilizadas as técnicas anteriormente descritas, para estudo da membrana basal.
Assunto vocal fold
basement membrane
immunohistochemistry
prega vocal
membrana basal
imunistoquímica
Idioma Português
Data 2004-08-01
Publicado em Revista Brasileira de Otorrinolaringologia. ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial, v. 70, n. 4, p. 439-448, 2004.
ISSN 0034-7299 (Sherpa/Romeo)
Editor ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Extensão 439-448
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0034-72992004000400002
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0034-72992004000400002 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2178

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0034-72992004000400002.pdf
Tamanho: 166.5Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta