Introdução de alimentos industrializados nos primeiros anos de vida

Introdução de alimentos industrializados nos primeiros anos de vida

Título alternativo Introduction of industrialized foods in the first year of life
Autor Toloni, Maysa Helena de Aguiar Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Taddei, Jose Augusto de Aguiar Carrazedo Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: Descrever e discutir a Introdução de alimentos industrializados e de uso tradicional na dieta de criancas frequentadoras de bercarios em creches publicas e filantropicas do municipio de São Paulo, alem de identificar a idade de Introdução do queijo petit suisse e macarrao instantaneo e comparar suas composicoes nutricionais com a alimentacao recomendada para a idade (leite materno e refeicao salgada), visando estimar erros nutricionais e efeitos na Saúde dos lactentes. Metodos: Estudo composto por duas observacoes transversais, com a primeira realizada em 2007 e a segunda em 2010. Foram estudadas 636 criancas (4-38 meses) de bercarios de creches. A Introdução de alimentos, na segunda observacao, foi avaliada, como na primeira em 2007, por meio da aplicacao junto as maes de um questionario estruturado e pre-codificado, composto por perguntas abertas e fechadas, elaborado e previamente testado para a coleta de dados. Para cada um dos alimentos analisados, foi registrada a idade em meses de Introdução. No calculo da composicao centesimal do leite materno e da refeicao salgada utilizaram-se Tabelas de Composicao de Alimentos. Para avaliacao da adequacao nutricional foram utilizadas as Recomendacoes de InGestão Diaria por faixa etaria. Resultados: Os resultados mostram Introdução precoce de alimentos com potencial obesogenico, como salgadinhos, bolacha recheada, suco artificial e refrigerante, queijo petit suisse e macarrao instantaneo. Estes ultimos foram consumidos por 89,6% e 65,3% dos lactentes ainda no primeiro ano de vida. Os percentuais de adequacao para carboidrato foram superiores a duas vezes o recomendado e os percentuais de sodio superiores a 20 vezes os encontrados nos alimentos recomendados. Conclusoes: Ressalta-se a necessidade de inclusao de orientacoes nutricionais para pais/responsaveis e educadores, visando desestimular o consumo precoce dos alimentos industrializados, que ocorre em proporcoes altissimas entre lactentes. Alem disso, faz-se necessario a implementacao de politicas publicas no combate a obesidade e doencas cronicas nao transmissiveis ja nos primeiros anos de vida, pois estes alimentos apresentam elevada densidade energetica e baixa qualidade nutricional
Assunto Humanos
Alimentos Industrializados
Nutrição do Lactente
Consumo de Alimentos
Creches
Hábitos Alimentares
Lactente
Humans
Industrialized Foods
Infant Nutrition
Food Consumption
Child Day Care Centers
Food Habits
Infant
Idioma Português
Data 2013
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2013. 90 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 90 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22789

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta