Avaliacao de volumes e capacidades pulmonares e forca muscular respiratoria no pos-operatorio de cirurgias da coluna cervical e toracica

Avaliacao de volumes e capacidades pulmonares e forca muscular respiratoria no pos-operatorio de cirurgias da coluna cervical e toracica

Título alternativo Evaluation of pulmonary volumes and capacities and respiratory muscle strength in the postoperative spinal surgery of cervical and thoracic
Autor Oliveira, Marcio Aparecido de Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: A reducao dos volumes e capacidades pulmonares e da forca da musculatura respiratoria ocorridas nas cirurgias toracicas e abdominais tambem ocorrem nas craniotomias e nas cirurgias da coluna vertebral para correcao de henia de disco e tumores. Estes prejuizos na funcao pulmonar e na musculatura respiratoria aumentam a incidencia de complicacoes pulmonares. Diferencas anatomicas e fisiologicas entre as regioes cervical e toracica poderiam gerar respostas diferentes na funcao pulmonar de pacientes submetidos a laminectomia exigindo intervencoes terapeuticas e preventivas, especificas e individualizadas no periodo pos-operatorio (PO). Objetivo: Avaliar e quantificar os volumes e capacidades pulmonares e pressoes inspiratorias e expiratorias maximas em pacientes submetidos a cirurgia de hernia discal e tumor de coluna cervical e toracica. Materiais e Metodos: Foram avaliados 63 pacientes submetidos a laminectomia com diagnostico de tumor ou hernia de disco. As cirurgias na regiao lombar foram incluidas no grupo controle. Foram avaliados no pre-operatorio, 1º e 2º dias PO sendo realizadas medidas de capacidade vital (CV), volume corrente (VC), volume minuto (VM), frequencia respiratoria (f), pressao inspiratoria maxima (PImax) e expiratoria maxima (PEmax). Foram investigadas possiveis associacoes entre os parametros avaliados e tempo de cirurgia, habito tabagistico e diagnostico cirurgico. Resultados: Houve reducao da CV em 17,7% e 11,3% e da PImax em 52,8% e 51,7% no 1º e 2º PO respectivamente (p<0,05) e da PEmax no 1º PO em 15,8% (p=0,004); A CV teve reducao de 26,2% e 21,9% (1º e 2º PO respectivamente) nas cirurgias toracicas, com reducao significativa em relacao ao grupo controle e nas cirurgias por tumor. Houve reducao da PEmax (p<0,05) tanto em cirurgias cervicais quanto toracicas em relacao ao grupo controle e relacionadas ao diagnostico de hernia de disco.APImax teve reducao no 1º PO em cirurgias com tempo &#8805; 4 horas (p=0,041); A incidencia de complicacoes pulmonares foi de 3,6%. Conclusoes: Ocorreu aumento da f, reducao da CV, da PImax e da PEmax no pos-operatorio de pacientes submetidos a laminectomia. As cirurgias na regiao toracica tiveram maior reducao CV e PImax em relacao a cervical e grupo controle, associado ao diagnostico de tumor e tempo cirurgico igual ou superior a 4 horas. A manipulacao cirurgica da regiao toracica parece ter maior influencia na funcao pulmonar e acao muscular respiratoria
Assunto Humanos
Neurocirurgia
Período Pós-Operatório
Capacidade Vital
Músculos Respiratórios
Coluna Vertebral
Humanos
Idioma Português
Data 2011
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2011. 109 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 109 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22793

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta