Avaliacao do microambiente tumoral em cultura de celulas leucemicas e sua modulacao pela violaceina

Avaliacao do microambiente tumoral em cultura de celulas leucemicas e sua modulacao pela violaceina

Título alternativo Evaluation of microenvironment in cells culture and the effect of violacein
Autor Palladino, Marcelly Valle Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O cancer e a principal causa de morte no mundo. Estima-se que, em 2020, o numero de novos casos anuais seja da ordem de 15 milhoes e cerca de 60% desses novos casos ocorrerao em paises em desenvolvimento, como o Brasil. Um importante fator associado a morbidade e mortalidade do cancer e a capacidade de invasao das celulas tumorais e a consequente formacao de metastases, processo que compreende uma sequencia de etapas envolvendo a coordenacao apropriada da invasao, adesao, motilidade e crescimento. PGs, GAGs, sao importantes constituintes do microambiente medular, sendo produzido pelas celulas hematopoeticas e estromais, nas leucemias, a interacao das celulas neoplasicas com componentes do microambiente medular influencia na agressividade e prognostico da doenca, pois essas moleculas permitem, regular as principais funcoes das celulas tumorais, afetando assim, o crescimento e progressao do cancer. Alem disso, o papel destas moleculas na patogenese das leucemias ainda e pouco conhecido, estimulando as pesquisas nesta area. Nos ultimos anos, a descoberta de compostos antitumorais promissores, isolados principalmente de microrganismos, e o crescente impacto de novas formulacoes de drogas conhecidas derivadas de produtos naturais na oncologia estimularam novamente o interesse pela busca por produtos naturais anticancer. Neste contexto destaca-se, a violaceina, um pigmento isolado da Chromobacterium violaceum, que apresenta diferentes atividades biologicas e potencial terapeutico em varias doencas. Nosso trabalho teve como objetivo principal estudar o microambiente tumoral em cultura de celulas leucemicas imortalizadas (HL60, K562 e Lucena1), bem como sua modulacao pelo agente natural violaceina. Avaliamos o perfil de GAGs sintetizados e secretados por celulas de LMA (HL60) e LMC (K562 e sua variante com fenotipo MDR u Lucena1) tratadas com violaceina. Tambem foram realizados estudos em relacao a expressao genica e proteica dos principais PGs envolvidos em cancer, bem como o efeito da violaceina sobre elas. Os efeitos da violaceina tambem foram avaliados em relacao a atividade da enzima heparanase, e sobre as enzimas envolvidas na sintese e degradacao do AH. Nossos resultados mostram uma nova avaliacao do potencial antileucemico da violaceina, e alem de ressaltar a importancia do GAGs e, consequentemente, PGs na patogenese das leucemias
Assunto Leucemia
Proteoglicanas
Glicosaminoglicanas
Idioma Português
Data 2013
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2013. 110 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 110 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22794

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta