Efeito da intervenção interdisciplinar em adolescentes obesos com e sem sintomas de transtornos alimentares, depressão e transtorno de deficit de atenção/hiperatividade

Efeito da intervenção interdisciplinar em adolescentes obesos com e sem sintomas de transtornos alimentares, depressão e transtorno de deficit de atenção/hiperatividade

Título alternativo Effect of interdisciplinary intervention in obese adolescents with and without symptoms of eating disorders, depression and attention-deficit-hyperactivity disorder
Autor Carnier, June Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Dâmaso, Ana Raimunda Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: O objetivo deste estudo foi avaliar o comportamento dos fatores orexigenos e anorexigenos durante uma terapia interdisciplinar para perda de peso em adolescentes obesos com sintomas de transtornos alimentares. Metodos: Trinta e sete adolescentes (14 a 19 anos) com obesidade, pos-puberes e com sintomas de transtornos alimentares foram submetidos a terapia interdisciplinar em longo prazo (1 ano). Sintomas de bulimia e compulsao alimentar foram avaliados utilizando os testes Bulimic Investigatory Test, Edimburgh, e o Binge Eating Scale, respectivamente. Neuropeptideo Y, hormonio concentrador de melanina, grelina total, hormonio melanocito-estimulante e leptina foram medidos utilizando enzyme-linked immunosorbent assay kit. Resultados: Apos a terapia interdisciplinar em longo prazo, os adolescentes apresentaram resultados significativamente melhores na composicao corporal, gordura visceral e subcutanea, e nos sintomas de transtornos alimentares. Curiosamente, peptideos orexigenos apresentaram aumento em suas concentracoes sericas apos terapia em curto prazo e reducao ao final da terapia, enquanto que a via anorexigena reduziu apos a terapia de curto-prazo (6 meses) e aumentou ao final da intervencao. Alem disso, apos a terapia em longo prazo, uma correlacao negativa foi observada entre os niveis plasmaticos de leptina e o hormonio concentrador de melanina. Discussao: Sugerimos que a terapia em longo prazo promoveu uma associacao intrinseca entre a perda de gordura, melhora dos sintomas de transtornos alimentares e uma reducao nos fatores orexigenos. Desta forma, esses resultados demonstram que a terapia interdisciplinar e uma estrategia eficaz, com a qual os pacientes podem normalizar comportamentos relacionados a alimentacao, bem como melhorar a acao dos hormonios envolvidos no balanco energetico, e, assim, avancar no controle da obesidade. Conclusao: A terapia interdisciplinar em longo prazo foi eficaz para aumentar as concentracoes sericas dos fatores anorexigenos e para reduzir os orexigenos, alem de evitar o desenvolvimento de transtornos alimentares em adolescentes obesos. No entanto, as associacoes entre transtornos alimentares e fatores neuroendocrinos precisam ser confirmadas em estudos futuros. Objetivo: O objetivo deste estudo foi comparar os perfis fisicos e metabolicos, incluindo a composicao corporal, resistencia e sensibilidade a insulina, bem como as concentracoes plasmaticas de adiponectina e leptina de adolescentes obesos com e sem sintomas de transtornos alimentares durante uma terapia interdisciplinar em longo prazo (1 ano). Metodos: Um total de 83 adolescentes obesos (28 com sintomas de transtornos alimentares e 55 sem sintomas de transtornos alimentares) foi acompanhado em uma terapia interdisciplinar (medica, nutricional, fisioterapeutica, psicologica e treinamento fisico) de 1 ano para perda de peso. Os sintomas de bulimia e compulsao alimentar foram avaliados utilizando os testes Bulimic Investigatory Test, Edimburgh, e o Binge Eating Scale, respectivamente. As concentracoes plasmaticas de leptina e adiponectina foram medidas utilizando enzyme-linked immunosorbent assay kit. As gorduras visceral e subcutanea foram avaliadas por ultrassonografia. Resultados: Ambos os grupos apresentaram reducao de massa corporal, indice de massa corporal, gordura corporal (%), gordura visceral, gordura subcutanea, resistencia a insulina, colesterol total, LDL-colesterol, VLDL, triglicerides e concentracoes plasmaticas de leptina apos a terapia. Por outro lado, houve aumento da massa magra, da sensibilidade a insulina e das concentracoes sericas de adiponectina. Encontramos correlacao positiva entre as concentracoes plasmaticas de leptina e gordura subcutanea no grupo controle, alem de uma correlacao negativa entre as concentracoes plasmaticas de adiponectina com a resistencia a insulina e com a massa gorda (%). A prevalencia de adolescentes obesos com transtornos alimentares foi reduzida em 89% apos 1 ano de tratamento interdisciplinar. Conclusao: Os sintomas de transtornos alimentares nao prejudicaram o perfil metabolico durante o tratamento para perda de peso em adolescentes obesos. Alem disso, a terapia interdisciplinar em longo prazo foi eficaz em reduzir as chances de desenvolvimento de diversas co-morbidades em ambos os grupos. Transtornos Alimentares, depressao e TDAH nao sao uma barreira a perda de peso durante terapia interdisciplinar por internacao em curto e longo prazo no Obesity Rehabilitation Centre Insula, Alemanha.O manuscrito citado acima foi realizado durante a visita de curta duracao no Centro de Reabilitacao Insula, na Alemanha. Este trabalho esta aguardando o envio de dados posteriores ao tratamento realizado pelo Insula, para ser submetido a um periodico cientifico. Objetivo: O objetivo deste estudo foi comparar os efeitos da terapia interdisciplinar por internacao no Centro de Reabilitacao Insula (Alemanha), na perda de peso de pacientes com e sem transtornos alimentares, depressao e transtorno de deficit de atencao/ hiperatividade (TDAH). Metodos: Um total de 198 adolescentes com sobrepeso e obesidade foi selecionado para participar deste estudo. 99 pacientes apresentavam algum disturbio psiquiatrico (transtornos alimentares, depressao e TDAH) e 99 nao apresentavam disturbios psiquiatricos. Dentre os pacientes com disturbios psiquiatricos, 53 pacientes apresentavam transtornos alimentares (IMC: 42,83 + 8,70 kg/m², idade: 16,46 + 2,41 anos, duracao da terapia: 6,33 + 2,68 meses), 37 pacientes apresentavam depressao (IMC: 44,16 + 7,17 kg/m², idade: 18,82 + 1,69 anos, duracao da terapia: 6,70 + 2,38 meses), e 9 pacientes apresentavam TDAH (IMC: 45,02 + 3,51 kg/m², idade: 19,27 + 2,38 anos, duracao da terapia: 7,11 + 2,26 meses). Os pacientes sem transtornos alimentares, depressao e TDAH foram pareados de acordo com genero, idade, indice de massa corporal, duracao da terapia. A terapia interdisciplinar consistiu em reducao do consumo de calorias, educacao nutricional, exercicios fisicos e terapia psicologica. Resultados: O presente estudo mostrou que ambos os grupos, com e sem transtornos alimentares, apresentaram perda de massa corporea estatisticamente significativa apos a terapia. Os mesmos resultados podem ser observados em pacientes com e sem depressao, bem como com e sem TDAH. Conclusao: A terapia interdisciplinar por internacao foi significativamente eficaz para promover a perda de peso, tanto em pacientes com transtornos alimentares, depressao e TDAH, como nos grupos controles. Desta forma, estas patologias nao demonstraram ser uma barreira a perda de peso durante a terapia interdisciplinar por internacao
Assunto Humanos
Adipocinas
Peptídeos
Bulimia Nervosa
Transtorno da Compulsão Alimentar
Depressão
Obesidade
Transtorno do deficit de atenção com hiperatividade
Humanos
Idioma Português
Data 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 126 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 126 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22803

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta