Influencia do exercicio aerobico no prejuizo da memoria induzido pela privacao de sono paradoxal

Influencia do exercicio aerobico no prejuizo da memoria induzido pela privacao de sono paradoxal

Título alternativo Influence of aerobic exercise on memory impairment induced by paradoxical sleep deprivation
Autor Fernandes, Jansen Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: Pesquisas tem demonstrado um importante papel do sono no processamento de novas memorias. Em modelos animais, a privacao de sono paradoxal provoca deficits na memoria de longo prazo avaliada por diferentes paradigmas experimentais. Ainda, diversos estudos tem documentado os efeitos positivos do exercicio fisico sobre o funcionamento do sistema nervoso central. De fato, a pratica de exercicios fisicos facilita tanto a aquisicao quanto a retencao em tarefas dependentes do hipocampo, tais como o labirinto aquatico de Morris, condicionamento de medo ao contexto e esquiva inibitoria. Contudo, pouco se sabe dos efeitos do exercicio fisico sobre o prejuizo da memoria induzido pela privacao de sono paradoxal. Objetivo: Verificar os efeitos de um programa de exercicio aerobico sobre a memoria e a expressao hipocampal de proteinas envolvidas com a plasticidade sinaptica em ratos privados de sono paradoxal. Material e Metodos: Ratos Wistar machos adultos foram distribuidos em quatro grupos (controle, CTL; controle privado, CTLp; exercicio, Ex; e exercicio privado, Exp), submetidos a quatro semanas de treinamento aerobio em esteira motorizada. Vinte e quatro horas apos a ultima sessao de exercicio, os animais dos grupos CTLp e Exp foram privados de sono paradoxal por 96 h (metodo modificado das plataformas multiplas) enquanto seus respectivos controles permaneciam em suas caixas-moradia. Ao termino das 96 h de privacao de sono, os animais de todos os grupos foram submetidos ao treino da tarefa de esquiva inibitoria e 24 h depois ao teste. Alem disso, tambem foram avaliados os niveis das proteinas sinapsina I, sinaptofisina, GAP-43 e PSD-95 no hipocampo dos animais. Resultados: Os animais do grupo CTLp apresentaram uma menor latencia para entrar no compartimento aversivo em relacao ao grupo CTL (p<0,001). Os mesmos achados foram encontrados entre os animais do grupo Exp em relacao ao grupo Ex (p=0,044). Ainda, o grupo Exp apresentou uma maior latencia para entrar no compartimento aversivo em relacao ao grupo CTLp. A privacao de sono nao alterou a expressao das proteinas analisadas, ao passo que o treinamento fisico aumentou significativamente os niveis de GAP-43 no hipocampo dos animais. Conclusao: Quatro semanas de exercicio aerobico foi capaz de prevenir o deficit na memoria de longo prazo induzido por 96 h de privacao de sono paradoxal. Embora a privacao de sono nao tenha alterado a expressao de nenhuma das moleculas analisadas, o efeito protetor do exercicio fisico pode ter ocorrido pelo menos em parte, pelo aumento nos niveis de GAP-43, molecula envolvida com os processos de aprendizagem, memoria, neuritogenese e plasticidade sinaptica
Assunto Animais
Exercício
Privação do Sono
Memória
Membranas Sinápticas
Sistema Nervoso Central
Ratos Wistar
Animais
Idioma Português
Data 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 63 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 63 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22808

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta