Concentracoes de vitaminas C e E em pacientes com ataxia telangiectasia: relacao com biomarcadores associados a aterosclerose e ao estresse oxidativo

Concentracoes de vitaminas C e E em pacientes com ataxia telangiectasia: relacao com biomarcadores associados a aterosclerose e ao estresse oxidativo

Título alternativo Concentrations of vitamins C and E in patients with ataxia telangiectasia: relationship to biomarkers associated whit atherosclerosis and oxidative stress
Autor Andrade, Itana Gomes Alves Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: A ataxia telangiectasia (AT) e uma doenca neurodegenerativa, que cursa com imunodefiCiência em graus variaveis, disfuncao mitocondrial e exacerbacao do estresse oxidativo. Objetivo: avaliar o estado nutricional, perfil lipidico, peroxidacao lipidica e as concentracoes plasmaticas de vitaminas C e E e relaciona-las com biomarcadores associados ao risco de aterosclerose de pacientes com AT e controles. Metodos: Estudo transversal controlado envolvendo 13 pacientes e 22 controles saudaveis, pareados por genero e idade. Foram avaliados: estado nutricional, consumo alimentar, perfil lipidico e suas relacoes, concentracoes plasmaticas de vitaminas C e E, malondialdeido (MDA) e proteina C reativa ultrassensivel (PCRus). Resultados: A media de idade do grupo AT foi 14,6 anos; 4/13 (30,8%) eram desnutridos e 3/13 (23,1%) apresentavam baixa estatura para idade. Os pacientes apresentaram maior comprometimento de massa magra comparativamente aos controles. As concentracoes de triglicerides, colesterol total e de LDL-c foram significantemente mais elevadas nos pacientes e as de HDL-c, mais baixas. As relacoes associadas ao risco de aterosclerose (CT/HDL-c, LDL-c/HDL-c e Log TG/HDL-c) e o colesterol nao HDL (NHDL-c) foram significantemente superiores no grupo de pacientes em comparacao aos controles. Nao houve diferenca para as concentracoes de malondialdeido, proteina C reativa e de vitaminas C e E entre os dois grupos. As relacoes vitamina E/lipideos totais e vitamina E/triglicerides mostraram valores mais baixos no grupo de pacientes; correlacao significante e inversa entre estas relacoes e NHDL-c, CT/HDL-c, LDL-c/HDL-c e Log TG/HDL-c foi observada no grupo de pacientes. A alanina aminotransferase (ALT) correlacionou-se de forma direta e significante com NHDL-c, CT/HDL-c e LDL-c/HDL-c, no grupo de pacientes. A inGestão dietetica de energia, macronutrientes e de vitaminas C e E nao diferiu entre os grupos. Conclusao: O elevado risco aterosclerotico de pacientes com AT aliado ao comprometimento da defesa antioxidante e do estado nutricional pode complicar a evolucao da doenca e enfatiza a importancia da atencao multiprofissional com monitoramento de biomarcadores e orientacao nutricional apropriada
Assunto Humanos
Ataxia Telangiectasia
Dislipidemias
Estresse Oxidativo
Ácido Ascórbico
Vitamina E
Estado Nutricional
Adolescente
Humanos
Idioma Português
Data 2013
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2013. 56 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 56 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22809

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta