Valores dos pontos de corte otimo do IMC para predizer niveis de obesidade

Valores dos pontos de corte otimo do IMC para predizer niveis de obesidade

Título alternativo Values of optimal cutoff points of BMI in predicting obesity levels: New Anthropometric Index
Autor Torres, Samuel Guerra Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: A obesidade, como um grave problema de Saúde publica, vem sendo vista atualmente como uma epidemia mundial. Diante disso, varios indicadores antropometricos foram criados para detectar e prevenir precocemente a obesidade. Objetivo: Verificar o poder discriminativo do indice de massa corporal (IMC) para classificar diferentes niveis de obesidade em individuos do sexo masculino. Em paralelo, sugerir e comparar com o IMC uma nova formula para estimar diretamente o percentual de gordura corporal (%G). Metodos: O estudo foi composto por 5072 avaliacoes fisicas realizadas em individuos do sexo masculino, entre os anos de 2002 e 2004, em clubes recreativos na Grande São Paulo. As avaliacoes foram separadas de forma randomizada em dois grupos. No primeiro grupo, denominado Regressao foi realizada uma regressao linear para o desenvolvimento de um novo indicador antropometrico. No segundo grupo, denominado Teste, foi aplicada curva ROC para verificar o poder discriminativo e determinar os pontos de corte com suas respectivas sensibilidades e especificidades. Foi verificado se ocorre diferenca significante entre as areas sob a curva ROC do IMC e IMG, tambem foi utilizada correlacao de Pearson e analise descritiva. O nivel de significancia adotado nos testes foi de 5%. Resultados: Os resultados da regressao linear foram: (Indice de massa gorda) IMG = 0,19 (Idade) + 0,39 (peso) - 9,36 (estatura). O poder discriminativo do IMC variou entre 0,7030 e 0,7925, ja o IMC variou entre 0,6908 e 0,7747, para os diferentes niveis de obesidades estudados. As comparacoes entre as areas sob as curvas ROC demonstraram que nao houve diferenca significativa entre o poder discriminativo do IMC e o IMG. As correlacoes de Pearson entre %G x IMC e %G x IMG foram de 0,7684 e 0,7708, respectivamente. Conclusao: O IMC apresentou valores dos pontos de corte abaixo dos propostos pela Organizacao Mundial de Saúde (OMS) para classificacao de diferentes niveis de obesidade. Nao houve diferenca significativa nas areas abaixo da curva ROC entre o IMC e IMG
Assunto Humanos
Índice de Massa Corporal
Obesidade
Curva ROC
Composição Corporal
Humanos
Idioma Português
Data 2013
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2013. 42 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 42 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22837

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta