Indice tornozelo u braquial e sua relacao com a extensao e complexidade anatomica da doenca arterial coronaria em idosos

Indice tornozelo u braquial e sua relacao com a extensao e complexidade anatomica da doenca arterial coronaria em idosos

Título alternativo Ankle-Brachial index and its relation with anatomical complexity of coronary artery disease in elderly
Autor Falcao, Felipe Jose de Andrade Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo OBJETIVOS:O indice tornozelo-braquial em idosos apresenta sensibilidade e especificidade maiores que 90% na identificacao da doenca arterial periferica. Existe uma relacao consistente entre doenca arterial periferica e quantidade de vasos coronarios com lesoes estenoticas. Entretanto, a complexidade anatomica, alem do numero de vasos acometidos, influencia diretamente o tipo de tratamento e o prognostico. O objetivo primario deste estudo foi relacionar o indice tornozelo-braquial com a complexidade da doenca arterial coronaria por diferentes classificacoes anatomicas. METODOS: Analise prospectiva de pacientes >65 anos submetidos a cineangiocoronariografia. O indice tornozelo-braquial foi calculado, para cada membro inferior, pela razao entre a menor pressao do tornozelo de um membro pela maior pressao braquial. Foi considerado o menor indice apresentado pelo paciente. A analise da anatomia coronaria foi realizada por 2 hemodinamicistas, incluindo a classificacao das lesoes segundo os criterios do American Heart Association e o calculo do Syntax Score. RESULTADOS: Foram recrutados 204 pacientes. A mediana da idade foi de 72,5 (68-77) anos, 52% do sexo masculino e 51% dos casos apresentavam angina estavel. Apesar de apenas 1% da amostra referir ser portadora de doenca arterial periferica, 45% dos pacientes apresentavam indice tornozelo-braquial alterado (<0,9). A mediana do Syntax Score foi significativamente maior no grupo dos pacientes com indice tornozelo-braquial alterado (12 vs 3, p<0,001), bem como numero total de lesoes por paciente e de lesoes do tipo B2 ou C. Entre 144 pacientes com doenca coronaria obstrutiva, o indice tornozelo-braquial alterado identificou significante proporcao de pacientes com lesoes complexas (70,8% vs 53,8%, p=0,039). CONCLUSAO: Neste estudo, foi demonstrada uma relacao entre o indice tornozelo-braquial e complexidade anatomica coronaria em pacientes idosos. Entretanto, a prevalencia de pacientes com Syntax Score desfavoravel ao tratamento percutaneo (syntax score >33) foi baixa (8%).
Assunto Humanos
Idoso
Saúde do Idoso
Índice Tornozelo-Braço
Doença da Artéria Coronariana
Doença Arterial Periférica
Angiografia Coronária
Humanos
Idoso
Idioma Português
Data 2013
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2013. 53 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 53 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22857

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)


Navegar

Minha conta