Experimental model for composite tissue allotransplantations

Experimental model for composite tissue allotransplantations

Título alternativo Modelo experimental para alotransplantes de tecido composto
Autor Ferreira, Lydia Masako Autor UNIFESP Google Scholar
Ferreira, Luiz Roberto Kobuti Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
University of São Paulo
Resumo In homologous transplantation or allotranplantation of limbs, the great tissue diversity causes variability in the rejection process and, consequently, its immunology is very complex. Thus, limb transplantation is the most used prototype of compound tissue transplantation among the protocols of experimental studies. Composite tissue allotransplantation represents the experimental model to study the homologous transplantation (from an individual to another) of vascularized, innervated musclecutaneous units, joints, bone or even the whole member. Groups of rats were undergone allogeneic hindlimb transplantation. The receptors were randomized and control groups were established as: Control Group A: Autograft controls (F344 rats had its limbs reimplanted) and no immunosuppressive therapy. Control Group B: Allograft controls (BN rats limbs were transplanted to F344). Composite tissue homotransplantation allows the inclusion of innervated muscle-cutaneous units, joint and bone or even the hole limb, is considerably applicable in cases of congenital absence or deformity, trauma or greater resection due to malignant tumor. For many complex deformities, these transplantations would allow a more precise reconstruction than the current reconstruction techniques.

Nos transplantes alógenos de membro a grande variabilidade de tecidos (pele, subcutâneo, músculo, osso, medula óssea, gânglios linfáticos, cartilagem, nervo, vasos, tendão, articulação) leva a grande variação dentro do processo de rejeição e consequentemente a sua imunologia é bastante complexa. Os transplantes alógenos de tecido composto representam o modelo experimental para se estudar o transplante homólogo (de um indivíduo para outro) de unidades músculo cutâneas inervadas, vascularizadas, articulações, osso ou mesmo de todo o membro. Os receptores foram randomizados e os grupos controle foram estabelecidos como: grupo controle A: transplante autógeno de membro em que ratos F344 tiveram o seu membro reimplantado e nenhuma medicação foi administrada e grupo controle B: transplante alógeno de membro (TAM) em que o membro dos ratos BN foi transplantado para os ratos F344 cujo membro havia sido amputado. Os transplantes homólogos de tecido composto (THTC) que possibilitam a inclusão de unidades músculo-cutâneas inervadas, articulação e osso ou mesmo de todo o membro, tem considerável aplicação nos casos de ausência ou deformidade congênita, trauma ou ressecção maior devido a tumor maligno. Para muitas deformidades complexas, estes THTC permitiriam uma reconstrução mais precisa do que as atuais técnicas reconstrutoras correntes.
Assunto Tissue transplantation
Limb homotransplantation
Allotransplantation
Microsurgery, method
Rejection
Transplante de tecidos
Transplante homólogo de membro
Transplante alógeno
Microcirurgia
Rejeição
Idioma Inglês
Data 2004-12-01
Publicado em Acta Cirurgica Brasileira. Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia, v. 19, p. 32-41, 2004.
ISSN 0102-8650 (Sherpa/Romeo)
Editor Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia
Extensão 32-41
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0102-86502004000700008
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0102-86502004000700008 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2295

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0102-86502004000700008.pdf
Tamanho: 686.2Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta