Keloid heterograft in the hamster (Mesocricetus auratus) cheek pouch

Keloid heterograft in the hamster (Mesocricetus auratus) cheek pouch

Título alternativo Heteroenxerto de quelóide na bolsa jugal do hamster (Mesocricetus auratus)
Autor Hochman, Bernardo Autor UNIFESP Google Scholar
Vilas Bôas, Flaviane Cássia Autor UNIFESP Google Scholar
Mariano, Mario Autor UNIFESP Google Scholar
Ferreira, Lydia Masako Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade de São Paulo (USP)
Resumo PURPOSE: To study the integration of keloid heterograft in hamster (Mesocricetus auratus) cheek pouch. METHODS: The sample is formed by 18 male hamsters, heterogenic ones, aged between 10 and 14 weeks. Keloid fragments were obtained from keloid scars of the breast region of adult female mulatto patient. Each hamster received keloid fragments into both of its pouches, in a total of 36 grafted fragments. Animals were distributed into 6 groups for having their grafts assessed in the days 5, 12, 21, 42, 84, and 168. A macroscopic assessment is performed by comparing the pouch containing the grafted fragment, at each time point, with the same pouch in the immediate post surgical moment through a comparison of standardized photographs. Under microscope, the presence of blood vases is considered within the conjunctive tissue of the grafted fragment, as a criterion of its integration. Other events, as keratin secretion, the presence of cellular infiltrated, epithelium and keloid collagen fibers aspects are also analyzed. RESULTS: Macroscopy reveals intensive vascularization of the pouch up to 12 days from the transplantation and the presence of constant dark brown pigmentation on the grafted keloid fragments. In microscopy, the integration of keloid fragments is considered by the presence of blood capillary vases within conjunctive tissue. The presence of intensive cellular inflammatory type infiltrated up to 12 days is also observed, as well as the remaining of keloid epithelium up to 21 days, and the appearing of melanocytes from the day 42. CONCLUSION: Hamster cheek pouch represents, a priori, an experimental model for the investigation of keloid.

OBJETIVO: Investigar a integração do transplante heterólogo de quelóide na bolsa jugal do hamster (Mesocricetus auratus). MÉTODOS: A amostragem consiste de 18 hamsters machos, heterogênicos, com 10 a 14 semanas de idade. Fragmentos de quelóide foram obtidos de cicatrizes queloidianas da região mamária de paciente adulta parda. Cada hamster foi enxertado em ambas as bolsas com fragmentos de quelóide, totalizando 36 fragmentos enxertados. Os animais foram distribuídos em 6 grupos para exame dos fragmentos enxertados, com 5, 12, 21, 42, 84 e 168 dias. Uma avaliação macroscópica é realizada comparando a bolsa contendo o fragmento enxertado em cada período com a mesma bolsa no pós-operatório imediato, mediante a comparação de fotografias padronizadas. À microscopia, considera-se a presença de vasos sangüíneos no tecido conjuntivo do fragmento enxertado como critério de integração do mesmo. Outros eventos, como secreção de queratina, presença de infiltrados celulares e aspecto do epitélio e das fibras colágenas do quelóide, também são observados. RESULTADOS: A macroscopia revela intensa vascularização na bolsa até 12 dias de enxertia, e a presença constante de pigmentação castanho-escura nos fragmentos de quelóide enxertados. Na microscopia constata-se a integração dos fragmentos de quelóide pela presença de capilares sangüíneos no tecido conjuntivo. Observa-se, também, a presença de intenso infiltrado celular do tipo inflamatório até 12 dias, a permanência do epitélio do quelóide até 21 dias, e o aparecimento de melanócitos a partir de 42 dias. CONCLUSÃO: A bolsa jugal do hamster representa, a priori, modelo experimental para investigação do quelóide.
Assunto Mesocricetus
Transplantation
Skin transplantation
Keloid
Mesocricetus
Transplante heterólogo
Transplante de pele
Quelóide
Idioma Inglês
Data 2005-06-01
Publicado em Acta Cirurgica Brasileira. Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia, v. 20, n. 3, p. 200-212, 2005.
ISSN 0102-8650 (Sherpa/Romeo)
Editor Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia
Extensão 200-212
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0102-86502005000300003
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0102-86502005000300003 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2550

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0102-86502005000300003.pdf
Tamanho: 535.5Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta