Aspectos histológicos do ovário de coelhas após criopreservação

Aspectos histológicos do ovário de coelhas após criopreservação

Título alternativo Histological aspects of rabbit ovarian tissue after cryopreservation
Autor Thomaz, Beatriz Angélica Charlotte Google Scholar
Biondo-simões, Maria De Lourdes Pessole Autor UNIFESP Google Scholar
Almodin, Carlos Gilberto Autor UNIFESP Google Scholar
Minguetti-camara, Vânia Cibele Google Scholar
Ceschin, Álvaro Pigato Google Scholar
Ioshii, Sergio Ossamu Google Scholar
Instituição PUCPR Instituto de Fertilidade
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade Federal do Paraná Departamento de Cirurgia
Colégio Brasileiro de Cirurgiões
Materbaby Reprodução Humana e Genética
e Genética Universidade Estadual de Maringá
Faculdade de Medicina Evangélica do Paraná Instituto de Pesquisas Médicas
Universidade de Mie
Resumo PURPOSE: to evaluate follicular preservation and histologic characteristics of the cryopreserved ovarian tissue and to compare with the fresh one, in rabbits. METHODS: ten adult female white rabbits were submitted to right oophorectomy. The dried ovary was dissected and the cortex was maintained with approximately 1.5 millimeter thickness. The tissue was fractionated into small sections, some reserved for control histologic study and others destined for cryopreservation. Six weeks later the ovarian tissue was thawed and evaluated histologically. After histologic processing, the control and the experimental samples were stained with hematoxylin and eosin and treated immunohistochemically by the PCNA technique for evaluation of DNA preservation. Histologic alterations present in the fresh and in the cryopreserved tissues were identified, and cryopreserved tissue viability was evaluated. RESULTS: in the cryopreserved tissue only primordial follicles persisted. Reversible alterations were identified: cytoplasmatic vacuolation (p=0,039), stromal lysis (p=0.648) and oocytes with irregular contours (p=0.007). Irreversible alterations: (hyalin degeneration and pyknosis) were found, but not at significant levels (p=0.210). The immunohistochemical analysis showed PCNA staining of follicles at different stages of development in the fresh tissue and primordial follicles in the cryopreserved tissue, indicating the presence of active DNA in both tissues. CONCLUSION: in the cryopreserved ovarian tissue the following were observed: survival of only primordial follicles; significant reversible histologic alterations (cytoplasmic vacuolation, stromal lysis and oocytes with irregular contours); irreversible alterations (hyalin degeneration and pyknosis), and PCNA staining of all follicles.

OBJETIVO: avaliar a preservação folicular e as características celulares do tecido ovariano criopreservado, em coelhas. MÉTODOS: fez-se, sob anestesia, a ooforectomia direita de dez coelhas brancas, adultas. Dissecou-se o ovário mantendo-se o córtex com espessura de 1,5 milímetros. Fragmentou-se o tecido em pequenas secções, algumas para o estudo histológico de controle e outras destinadas à criopreservação pelo protocolo de congelamento lento. Passadas seis semanas efetuou-se o descongelamento e fez-se a avaliação histológica. As amostras do controle e do experimento, após processamento, foram coradas pela hematoxilina-eosina para identificação dos aspectos histológicos e submetidas à técnica imuno-histoquímica utilizando-se o PCNA (proliferating cell nuclear antigen) para a avaliação da viabilidade celular. Utilizaram-se os testes não paramétricos comparação entre duas proporções e Mann-Whitney e o teste paramétrico t de Student. RESULTADOS: observou-se que no tecido criopreservado só persistiram oócitos primordiais. Entre as alterações reversíveis identificaram-se: vacuolização citoplasmática em todas as amostras (p=0,039), lise estromal em 50% (p=0,648) e oócitos com contornos irregulares em 80% (p=0,007). Encontraram-se alterações irreversíveis como degeneração hialina e picnose em 30% das amostras (p=0,210). A análise imuno-histoquímica demonstrou os folículos, em diferentes estágios de desenvolvimento, no tecido não congelado e folículos primordiais no tecido criopreservado com positividade para o PCNA, indicando a presença de DNA ativo. CONCLUSÃO: no tecido ovariano criopreservado sobrevivem apenas os folículos primordiais; existem alterações histológicas reversíveis (vacuolização citoplasmática, lise estromal, fragmentação das células da granulosa e oócitos com contornos irregulares); alterações irreversíveis, em níveis não significantes (degeneração hialina e picnose) e presença de PCNA positivo em todos os folículos.
Assunto Cryopreservation
Ovary
Ploriferating cell nuclear antigem
Rabbits
Criopreservação
Ovário
Antigeno nuclear de células em proliferação
Coelhos
Idioma Português
Data 2005-11-01
Publicado em Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia. Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia, v. 27, n. 11, p. 642-649, 2005.
ISSN 0100-7203 (Sherpa/Romeo)
Editor Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia
Extensão 642-649
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0100-72032005001100002
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0100-72032005001100002 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2747

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0100-72032005001100002.pdf
Tamanho: 2.580Mb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta