Experimental model of gastroesophageal reflux in rats

Experimental model of gastroesophageal reflux in rats

Título alternativo Modelo experimental de refluxo gastroesofágico em ratos
Autor Gaia Filho, Edmilson Vieira Autor UNIFESP Google Scholar
Goldenberg, Alberto Autor UNIFESP Google Scholar
Costa, Henrique Oliveira Google Scholar
Instituição UNCISAL Escola de Ciências Médicas de Alagoas
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo PURPOSE: To develop an experimental model of gastroesophageal reflux in rats. METHODS: Sixty Wistar rats underwent surgery and were assigned to one of the three groups of twenty animals each. The animals in group A underwent total esophageal myectomy and, in group (B), underwent partial myectomy. The third group was the control group (C). A contrast radiographic study of the esophagus was performed to evaluate gastroesophageal reflux. The anatomopathological study of the esophagus was used to evaluate esophagitis. RESULTS: During the 30-day postoperative follow-up, 14 animals in group A presented with reflux of barium in the esophagus. The presence of barium in the esophagus was observed in 7 animals in group B and in 2 animals in the control group. The result of the histopathology examination was controversial. A marked weight loss in the rats undergoing total myectomy was observed, however there was no significant statistical difference. CONCLUSION: Total myectomy in the lower third of the esophagus caused gastroesophageal reflux in the majority of the animals.

OBJETIVO: Desenvolver um modelo experimental de refluxo gastroesofágico em ratos. MÉTODOS: Sessenta ratos, Wistar, foram operados e distribuídos em três grupos de vinte animais. Os animais foram submetidos a miectomia total do esôfago em um grupo(A), e em outro grupo foram submetidos a miectomia parcial(B). O terceiro grupo foi o grupo controle(C). Para avaliar o refluxo gastroesofágico realizou-se o estudo radiológico contrastado do esôfago. O estudo anátomo-patológico do esôfago foi utilizado para avaliar esofagite. RESULTADOS: Durante os 30 dias de pós-operatório, 14 animais do grupo A apresentaram refluxo de Bário no esôfago. Em 07 animais do grupo B e em 02 do grupo controle, foram observados a presença de Bário no esôfago. O resultado do histopatológico foi controverso. Observou-se perda ponderal importante nos ratos submetidos a miectomia total, porém não existiu diferença estatística. CONCLUSÃO: A miectomia total realizada no terço inferior do esôfago provocou refluxo gastroesofágico na maioria dos animais.
Assunto Gastroesophageal Reflux
Esophagitis
Peptic
Animal Experimentation
Refluxo Gastroesofágico
Esofagite Péptica
Experimentação Animal
Idioma Inglês
Data 2005-12-01
Publicado em Acta Cirurgica Brasileira. Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia, v. 20, n. 6, p. 437-444, 2005.
ISSN 0102-8650 (Sherpa/Romeo)
Editor Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia
Extensão 437-444
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0102-86502005000600008
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0102-86502005000600008 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2776

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0102-86502005000600008.pdf
Tamanho: 321.4Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta