Ceratite infecciosa em crianças: estudo microbiológico e epidemiológico em um hospital universitário de Assunção - Paraguai

Ceratite infecciosa em crianças: estudo microbiológico e epidemiológico em um hospital universitário de Assunção - Paraguai

Título alternativo Infectious keratitis in children: an epidemiological and microbiological study in a universitary hospital in Asunción - Paraguay
Autor Maidana, Eduardo Google Scholar
González, Richard Google Scholar
Melo Júnior, Luiz Alberto Soares De Autor UNIFESP Google Scholar
Souza, Luciene Barbosa De Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Nacional de Assunção Hospital de Clínicas Departamento de Oftalmologia
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo PURPOSE: To describe the microbiologic aspects of infectious keratitis in children (0-18 years old) examined at the Department of Ophthalmology of the National University of Asunción - Paraguay, during a 14-year period (1988-2002). METHODS: The authors retrospectively studied 146 children, under 18 years old, with infectious keratitis at the Department of Ophthalmology of the National University of Asunción - Paraguay, from 1988 to 2002. RESULTS: The cultures were positive in 113 patients (77%) with 70% of bacterial and 30% of fungal etiology. Coagulase-negative Staphylococcus (23.1%), Staphylococcus aureus (19.2%), Pseudomonas aeruginosa (12.8%) and Streptococcus pneumoniae (12.8%) were the most common microorganisms isolated. Acremonium ssp (25%), Fusarium ssp (14%) and Aspergillus fumigatus (14%) were the fungi isolated. CONCLUSIONS: Ulcerative keratitis in children examined at the Department of Ophthalmology of the National University of Asunción - Paraguay is of bacterial origin in most of the cases.

OBJETIVO: O objetivo do presente estudo é determinar os aspectos microbiológicos da ceratite infecciosa em crianças (0-18 anos) atendidas no Departamento de Oftalmologia do Hospital de Clínicas da Universidade Nacional de Assunção - Paraguai, em período de 14 anos (1988-2002). MÉTODOS: Estudo retrospectivo por análise de prontuários de 146 crianças cuja idade variou de 0 a 18 anos com úlceras de córnea de etiologia infecciosa, atendidas no Departamento de Oftalmologia do Hospital de Clínicas da Universidade Nacional de Assunção - Paraguai, no período compreendido entre março de 1988 a agosto de 2002. Todas as crianças foram submetidas a colheita de material da úlcera infecciosa e este foi encaminhado para análise microbiológica. RESULTADOS: As culturas foram positivas em 113 pacientes (77%) e destas 78 (70%) foram de etiologia bacteriana e 35 (30%) foram de etiologia fúngica. Das bactérias isoladas, as principais foram: 18 (23,1%) estafilococos coagulase-negativo, 15 (19,2%) Staphylococcus aureus, 10 (12,8%) Pseudomonas aeruginosa e 10 (12,8%) Streptococcus pneumoniae. Foram isolados 35 fungos dos quais os principais foram: 9 (25%) Acremonium ssp, seguidos de 5 (14%) Fusarium ssp, 5 (14%) Aspergillus fumigatus. CONCLUSÕES: A ceratite infecciosa em crianças atendidas em um Hospital Universitário (referência terciária) na cidade de Assunção - Paraguai é com maior freqüência bacteriana, com predomínio de gram-positivos.
Assunto Keratitis
Corneal diseases
Corneal ulcer
Eye infections, fungal
Paraguay
Child
Ceratite
Doenças corneanas
Úlcera da córnea
Infecções oculares fúngicas
Paraguai
Criança
Idioma Português
Data 2005-12-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Conselho Brasileiro de Oftalmologia, v. 68, n. 6, p. 828-832, 2005.
ISSN 0004-2749 (Sherpa/Romeo)
Editor Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Extensão 828-832
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27492005000600021
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-27492005000600021 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2799

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0004-27492005000600021.pdf
Tamanho: 77.60Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta