Uso potencial dos anticonvulsivantes no tratamento ambulatorial da dependência de álcool

Uso potencial dos anticonvulsivantes no tratamento ambulatorial da dependência de álcool

Título alternativo Potential use of the anticonvulsants in the outpatient treatment of alcohol dependence
Autor Castro, Luís André Autor UNIFESP Google Scholar
Couzi, Carla Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Currently three medications (disulfiram, naltrexone and acamprosate) are approved by the FDA to treat alcohol dependence by the FDA. The classical anticonvulsive drugs are rarely employed as an alternative because of their side effects, but the latest generation of anticonvulsants could be useful. The anticonvulsants can be a alternative to BZD and other pharmacological treatments in the prevention of complications during the detoxification therapy, because of the absence of addictive properties and a better adverse effects profile than classical anticonvulsant drugs. Anticonvulsants such as carbamazepine, valproic acid, gabapentin and topiramate have shown to be excellent treatment for alcohol withdrawal and for the prevention of alcohol relapse. Although none of these agents have been approved by the FDA yet, there is growing evidence in the literature to support their use.

Atualmente três medicações (dissulfiram, naltrexona e acamprosato) são aprovadas pela Food and Drug Administration (FDA) para tratar a dependência de álcool. As drogas anticonvulsivantes clássicas são raramente empregadas como alternativa por causa dos seus efeitos colaterais, mas a sua última geração pode ser útil. Os anticonvulsivantes podem ser uma alternativa aos benzodiazepínicos (BZD) e a outros tratamentos farmacológicos na prevenção de complicações na desintoxicação por apresentarem ausência de propriedades aditivas e um melhor perfil de efeitos adversos do que os anticonvulsivantes clássicos. Anticonvulsivantes como carbamazepina, ácido valpróico, gabapentina e topiramato demonstraram-se excelentes tratamentos para síndrome de abstinência do álcool e prevenção de recaídas. Embora nenhum desses agentes tenha sido aprovado pela FDA, existe uma crescente evidência na literatura que apóia o seu uso.
Assunto anticonvulsants
alcoholism
carbamazepine
valproic acid
anticonvulsivantes
alcoolismo
carbamazepina
ácido valpróico
Idioma Português
Data 2006-01-01
Publicado em Jornal Brasileiro de Psiquiatria. Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro, v. 55, n. 3, p. 212-217, 2006.
ISSN 0047-2085 (Sherpa/Romeo)
Editor Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro
Extensão 212-217
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0047-20852006000300007
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0047-20852006000300007 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2851

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0047-20852006000300007.pdf
Tamanho: 353.2Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta