Um paradigma para diferenciar o uso de memória implícita e explícita

Um paradigma para diferenciar o uso de memória implícita e explícita

Título alternativo A paradigm to differenciate use of implicit and explicit memory
Autor Pompéia, Sabine Autor UNIFESP Google Scholar
Bueno, Orlando Francisco Amodeo Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo The study of the contribution of different subtypes of long-term memory, explicit and implicit, in the performance in certain tasks is constrained by three different factors: a) the ambiguous definition of these types of memory, consciously and non-consciously retrievable, respectively; b) the distinct features of tasks that assess implicit and explicit memory, rendering the direct comparison of results in these tasks little revealing; e c) the fact that both implicit and explicit strategies can be employed together in practically all types of tests. The Retrieval Intentionality Criterion (Schacter, Bowers, & Booker, 1989) consists of a paradigm that proposes to control these factors so that the use of explicit and implicit memory can be distinguished. The present work illustrates how this methodology can be employed and how to interpret results obtained applying a stem-completion task.

O estudo da contribuição de diferentes subtipos de memória de longo-prazo, explícitas e implícitas, e a contribuição dessa em determinados testes é dificultado por três fatores principais: a) a definição ambígua desses subtipos de memória, conscientemente e não conscientemente evocáveis, respectivamente; b) as múltiplas características distintas de testes de avaliação de memória implícita e explícita, o que torna pouco reveladora a comparação de seus resultados; e c) o fato de que ambas estratégias de memória podem ser empregadas conjuntamente na realização de praticamente todo tipo de teste. O Critério de Recordação Intencional (Retrieval Intentionality Criterion; Schacter, Bowers e Booker, 1989) consiste num paradigma que propõe controlar esses fatores de modo que se possa distinguir a contribuição de memória explícita da implícita. No presente trabalho ilustra-se como empregar essa metodologia e interpretar os resultados advindos de sua aplicação usando o teste de complementação de conjuntos de três letras (stem-completion).
Assunto Memory
implicit
explicit
intentionality
awareness
stem-completion
Memória
implícita
explícita
intenção
consciência
complementação
Idioma Português
Data 2006-01-01
Publicado em Psicologia: Reflexão e Crítica. Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, v. 19, n. 1, p. 83-90, 2006.
ISSN 0102-7972 (Sherpa/Romeo)
Editor Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Extensão 83-90
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0102-79722006000100012
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0102-79722006000100012 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2870

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0102-79722006000100012.pdf
Tamanho: 184.7Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta