O papel da translucência nucal no rastreamento de cardiopatias congênitas

O papel da translucência nucal no rastreamento de cardiopatias congênitas

Título alternativo The role of nuchal translucency in the screening for congenital heart defects
Autor Bruns, Rafael Frederico Autor UNIFESP Google Scholar
Moron, Antonio Fernandes Autor UNIFESP Google Scholar
Murta, Carlos Geraldo Viana Autor UNIFESP Google Scholar
Gonçalves, Luís Flávio De Andrade Autor UNIFESP Google Scholar
Zamith, Marina Maccagnano Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Clínica Materno-Fetal
Vitória Medifetus
Resumo OBJECTIVE: Assess the accuracy of the nuchal translucency (NT) measurement between 11 and 13 weeks and 6 days of gestation as a sonographic marker to screen for congenital heart defects (CHD). METHODS: Multicentric retrospective study, analyzing single pregnancies from euploid fetuses. NT measurement was performed in the first trimester, when fetuses had from 45 to 84 mm of crown-rump length (CRL), according to the criteria established by the Fetal Medicine Foundation. Cases were followed until 1 month after delivery to verify the presence of CHD. RESULTS: 3,664 pregnancies were analyzed and 20 newborns had CHD diagnosed until the first month of life (prevalence of 0.55%). The median NT of the fetuses with CHD was 1.70 mm and 1.60 mm for fetuses without CHD, however no significant difference was found (Mann-Whitney test, p > 0.05). The sensitivity of NT in detection of CHD varied from 15% to 20%, with a range of false positive probability from 86.4% to 97.9%, depending on the cut-off point used. However, the odds ratio was high, compared to the classic indications of echocardiography, ranging from 4.7 to 33.7 according to the cutt-off point. CONCLUSION: In spite of the low sensitivity of the test, enlarged NT is an important risk factor for CHD and should be used in prenatal screening for CHD.

OBJETIVO: Avaliar a acurácia da medida da translucência nucal (TN) entre onze e treze semanas e seis dias como marcador ultra-sonográfico para rastreamento de cardiopatias congênitas (CC). MÉTODOS: Estudo multicêntrico retrospectivo, no qual foram analisadas gestações únicas de fetos euplóides. A medida da TN foi realizada no exame de primeiro trimestre quando os fetos tinham entre 45 e 84 mm de comprimento cabeça-nádega (CCN), segundo os critérios estabelecidos pela Fetal Medicine Foundation. Os casos foram seguidos até um mês após o parto para avaliar a presença de CC. RESULTADOS: Foram analisadas 3.664 gestações, das quais vinte recém-nascidos apresentaram alguma cardiopatia congênita até o primeiro mês de vida (prevalência de 0,55%). A mediana da TN nos fetos com CC foi de 1,70 mm e nos fetos sem CC foi de 1,60 mm; entretanto, não houve diferença significativa entre as duas medianas (Teste de Mann-Whitney, p>0,05). A sensibilidade da TN na detecção de CC variou de 15% a 20%, com probabilidade de falso-positivos de 86,4% a 97,9%, dependendo do ponto de corte utilizado. A razão de chance para CC foi alta, quando comparada com as indicações clássicas de ecocardiografia fetal, variando de 4,7 a 33,7, de acordo com o ponto de corte utilizado. CONCLUSÃO: Apesar da baixa sensibilidade do teste, a TN aumentada é um importante fator de risco para CC, devendo ser incluída na estratégia do seu rastreamento pré-natal.
Assunto Nuchal translucency
congenital heart defect
ulrasound
Translucência nucal
cardiopatia congênita
rastreamento
ultra-som
Idioma Português
Financiador Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Data 2006-09-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Cardiologia. Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC, v. 87, n. 3, p. 307-314, 2006.
ISSN 0066-782X (Sherpa/Romeo)
Editor Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Extensão 307-314
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0066-782X2006001600013
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0066-782X2006001600013 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3225

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0066-782X2006001600013.pdf
Tamanho: 294.7Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta