Versão brasileira do Dynamic Gait Index

Versão brasileira do Dynamic Gait Index

Título alternativo Dynamic Gait Index - Brazilian version
Autor De Castro, Sandra Meirelles Google Scholar
Perracini, Monica Rodrigues Autor UNIFESP Google Scholar
Ganança, Fernando Freitas Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição UNIBAN
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade Cidade de São Paulo
Resumo The Dynamic Gait Index (DGI) is a useful test to evaluate balance and gait. AIMS: The objectives of this study were to culturally adjust the DGI to the Portuguese language and to assess its reliability. METHODS: The method proposed by Guillemin et al. (1993) was used for a cultural adaptation of this tool. A prospective study was performed with 46 patients that were assessed in the cultural adaptation phase. The items that not understood by 20% or more patients were reworded and reapplied. The final Portuguese version of DGI was applied to 35 elderly in order to check intra and interobserver reliability. The Spearman rank coefficient was used to correlate intra and interobserver scores and the Wilcoxon test was applied to compare these scores. Internal consistency was analyzed by the Cronbach alpha coefficient. RESULTS: There were statistically significant correlations among the scores for intra and interobserver assessments for all items (p<0.001), which were classified as good and very strong correlations (ranging from r=0.655 to r=0.951). The DGI demonstrated high internal consistency in intra and interobserver assessments (varying from µ</FONT > or = 0.820 to µ</FONT > or = 0.894). CONCLUSION: The DGI was culturally adjusted to Brazilian Portuguese and proved to be a reliable tool.

O Dynamic Gait Index (DGI) é um teste que avalia o equilíbrio e marcha do corpo humano. OBJETIVOS: Os objetivos deste estudo foram adaptar culturalmente o DGI para o português e avaliar a sua confiabilidade. MATERIAL E MÉTODO: Seguiu-se o método de Guillemin et al. (1993) para a adaptação cultural do instrumento. Trata-se de estudo prospectivo em que 46 pacientes foram avaliados na fase de adaptação cultural e os itens que apresentaram 20% ou mais de incompreensão foram reformulados e reaplicados. A versão final do DGI em português foi aplicada em 35 idosos para examinar a confiabilidade intra e inter-observadores. O coeficiente de Spearman foi utilizado para correlacionar os escores inter e intra-observador e o teste de Wilcoxon para comparar as pontuações. A consistência interna foi analisada pelo coeficiente alfa de Cronbach. RESULTADOS: Houve correlações estatisticamente significantes entre os escores obtidos às avaliações inter e intra-observadores para todos os itens (p<0,001), classificadas como boa a muito forte (com de variação de r=0,655 a r=0,951). O DGI mostrou alta consistência interna entre seus itens nas avaliações inter e intra-observadores (variação de µ</FONT > ou = 0,820 a a=0,894). CONCLUSÃO: O DGI foi adaptado culturalmente para o português brasileiro, mostrando-se um instrumento confiável.
Assunto equilibrium
rehabilitation outcome assessment
reproducibility of results
dizziness
equilíbrio
reabilitação avaliação
reprodutibilidade
vertigem
Idioma Português
Data 2006-12-01
Publicado em Revista Brasileira de Otorrinolaringologia. ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial, v. 72, n. 6, p. 817-825, 2006.
ISSN 0034-7299 (Sherpa/Romeo)
Editor ABORL-CCF Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Extensão 817-825
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0034-72992006000600014
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0034-72992006000600014 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3362

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0034-72992006000600014.pdf
Tamanho: 154.0Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta