Ordenação e resolução temporal em cantores profissionais e amadores afinados e desafinados

Ordenação e resolução temporal em cantores profissionais e amadores afinados e desafinados

Título alternativo Ordering and temporal resolution in professional singers and in well tuned and out of tune amateur singers
Autor Ishii, Cintia Autor UNIFESP Google Scholar
Arashiro, Priscila Midori Autor UNIFESP Google Scholar
Pereira, Liliane Desgualdo Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo BACKGROUND: temporal ordering and temporal resolution. AIM: to compare the performance of professional singers with that of well tuned and out of tune amateur singers in the pitch pattern test (PPT) and in the Random Gap Detection Test (RGDT). METHOD: participants were 78 individuals, male and female, with ages ranging from 18 to 55 years. All of the participants were singers with normal hearing - previously assessed using pure tone and speech audiometry - and had no language, speech, voice or hearing complaints. Each individual answered a questionnaire concerning, among other subjects, perception about own voice when singing, number of years of professional singing, difficulties when singing new songs and number of years of music study. For the objective assessment the PPT and the RGDT were used in order to investigate temporal ordering and temporal resolution respectively. RESULTS: regarding the RGDT, there was no statistically significant difference between the groups and variables. As for the PPT, it was observed that professional singers presented a better performance, with statistic significance, when compared to well tuned amateur singers and these a better performance when compared to out of tune amateur singers. The performance in the PPT was related to specialized training and study of music theory. CONCLUSION: the RGDT did not prove to be a sensitive test to distinguish professional and amateur singers. On the other hand, the PPT did. The performance in the PPT reflects the number of years of specialized auditory training and music theory study.

TEMA: ordenação e resolução temporal. OBJETIVO: comparar o desempenho de cantores que recebem orientação profissional, cantores amadores independentes e cantores amadores desafinados nos testes de padrão de freqüência sonora e teste de detecção de gap (Random Gap Detection Test). MÉTODO: participaram 78 indivíduos, de ambos os gêneros, com idade variando entre 18 e 55 anos. Foram incluídos cantores com audição normal, comprovada por meio de exame audiológico e com ausência de queixas de linguagem, fala, voz ou audição. Cada indivíduo respondeu a um questionário fornecendo várias informações, entre elas, a sua própria percepção auditiva sobre sua voz cantada; o tempo de canto com orientação profissional, dificuldade para cantar novas músicas e o de estudo de teoria musical. Para a avaliação foram utilizados o Teste de Padrão de Freqüência Sonora (TPF) e o Teste de Detecção de Gap Randomizado (RGDT) a fim de avaliar as habilidades de ordenação temporal e a resolução temporal respectivamente. RESULTADOS: no que se refere ao teste de detecção de gap randomizado (RGDT) não houve diferença estatisticamente significante entre as respostas por grupo e por variável. Em relação ao desempenho do TPF foi observado que o grupo que recebe orientação profissional possui desempenho superior e estatisticamente significante em relação ao grupo de amadores independentes e estes melhor do que o grupo de amadores desafinados. O desempenho no teste de padrão de freqüência teve relação com o treinamento especializado e com o estudo de teoria musical. CONCLUSÃO: o teste de detecção de gap (RGDT) não se mostrou sensível para distinguir cantores com orientação profissional de amadores, ao contrário do teste de padrão de freqüência sonora. O desempenho no teste de padrão de freqüência reflete o maior treinamento auditivo especializado e de estudo de teoria musical.
Assunto Hearing
Auditory Tests
Auditory Perception
Speech
Language and Hearing Sciences
Audição
Testes Auditivos
Percepção Auditiva
Fonoaudiologia
Idioma Português
Data 2006-12-01
Publicado em Pró-Fono Revista de Atualização Científica. Pró-Fono Produtos Especializados para Fonoaudiologia Ltda., v. 18, n. 3, p. 285-292, 2006.
ISSN 0104-5687 (Sherpa/Romeo)
Editor Pró-Fono Produtos Especializados para Fonoaudiologia Ltda.
Extensão 285-292
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0104-56872006000300008
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0104-56872006000300008 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3382

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0104-56872006000300008.pdf
Tamanho: 130.1Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta