Estudo da microbiota fúngica da conjuntiva ocular em portadores de hanseníase e seus comunicantes

Estudo da microbiota fúngica da conjuntiva ocular em portadores de hanseníase e seus comunicantes

Título alternativo Study of ocular fungal microbiota in patients with Hansen's disease and in individuals who deal with them
Autor Santos, Procópio Miguel Dos Google Scholar
Melo, Cinthia Mendonça De Google Scholar
Martins, Suy Anne Rebouças Autor UNIFESP Google Scholar
Chaves, Adriano De Almeida Google Scholar
Sá, Débora Silva Pires De Google Scholar
Santos, Regina Cândido Ribeiro Dos Google Scholar
Instituição Faculdade de Medicina do Distrito Federal
Universidade de Brasília
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Centro de Visão de João Pessoa
FEPECS
Resumo PURPOSE: To study the conjunctival fungal flora of patients with leprosy who live in the colony hospital and of those who deal with Hansen patients. METHODS: Sixty-one eyes (61 patiets) with Hansen's disease and twenty-five heathy eyes (25 individuals) of individuals who deal with patients were investigated. RESULTS: Conjunctival fungi growth occurred in 19.67% and 20% of the patients and healthy individuals, respectively. There was no significant difference (p<0.05) regarding fungi percentage of fungi isolated from the conjunctiva between both groups. Candida ssp was the most frequent fungus isolated from the conjunctiva of patients with Hansen's disease, whereas Penicillium spp was the most frequent fungus isolated from the group of people who deal with these patients. CONCLUSION: The most frequent yeast isolated from conjunctival samples of leprosy patients was Candida, which could be explained by cellular immunodeficiency of these patients, associated with dry eye and the prolonged use of antibiotics.

OBJETIVO: Investigar a microbiota fúngica de pacientes portadores de hanseníase residentes no hospital-colônia e seus comunicantes. MÉTODOS: Foram estudados por meio da cultura em meio de ágar-Saboraud-dextrose, o material do fórnice conjuntival, de sessenta e um pacientes portadores de hanseníase, residentes no hospital-colônia de Goiânia e 25 indivíduos que residiam ou trabalhavam com os referidos pacientes, no mínimo há cinco anos. RESULTADOS: Nos portadores de hanseníase foram isolados fungos da conjuntiva de 12 pacientes (19,67%), sendo o gênero Candida o mais isolado, e no grupo controle de 5 indivíduos (20%), em que o gênero mais isolado foi Penicillium spp. CONCLUSÃO: Candida foi o gênero predominante na flora conjuntival dos portadores de hanseníase: fato que poderia ser explicado pela imunodeficiência celular que estes pacientes apresentam, além do olho seco e uso prolongado de antibiótico.
Assunto Eye infections, fungal
Conjunctiva
Leprosy
Infecções oculares fúngicas
Conjuntiva
Hanseníase
Idioma Português
Data 2006-12-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Conselho Brasileiro de Oftalmologia, v. 69, n. 6, p. 915-918, 2006.
ISSN 0004-2749 (Sherpa/Romeo)
Editor Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Extensão 915-918
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27492006000600022
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-27492006000600022 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3419

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0004-27492006000600022.pdf
Tamanho: 270.9Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta