Ensino extracurricular em Oftalmologia: grupos de estudos / ligas de alunos de graduação

Ensino extracurricular em Oftalmologia: grupos de estudos / ligas de alunos de graduação

Título alternativo Extracurricular teaching in Ophthalmology: undergraduate study groups
Autor Kara José, Andrea Cotait Autor UNIFESP Google Scholar
Passos, Lúcia Battistella Google Scholar
Kara José, Flávio Cotait Autor UNIFESP Google Scholar
Kara José, Newton Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade de São Paulo (USP)
Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)
Resumo This study aims at identifying the existence and at evaluating the functioning of undergraduate and facult y associations/study groups dedicated to continued education and community services in Ophthalmology. A cross-section descriptive survey based on a convenience sample was conducted by means of a questionnaire answered by residents and students from 107 Brazilian medical schools during the months February and March 2002. Twelve (11.21%) study groups in Ophthalmology were identified among these medical schools. Eleven (91.67%) of these 12 associations are controlled by their own by-laws. The admission criteria normally require having followed an introductor y course and / or admission exam. The number of students in the study groups varies between 9 and 30. Half of the groups admit students from the third year on. All study groups count on the participation of faculty members and 75% of them admit residents. The most common activities of the groups include attendance to regular classes and participation in communit y projects and scientific research. Though most of the study groups fulfill the requirements for providing primar y undergraduate Ophthalmologic education, the number of study groups is still not significant.

O objetivo deste estudo é identificar a existência e avaliar o funcionamento de associações de docentes e alunos de graduação (núcleos, ligas, grupos de estudo e ações) dedicadas à complementação extracurricular do ensino de Oftalmologia e à prestação de ser viços comunitários. Realizou-se estudo transversal descritivo e compôs-se amostra de conveniência formada por estudantes de graduação de Medicina e residentes em Oftalmologia das 107 faculdades de Medicina do Brasil. Os dados foram coletados por entrevista, mediante aplicação de questionário, em fevereiro e março de 2002. Encontraram-se 12 ligas de Oftalmologia. O critério de seleção para ingresso inclui, na maior parte, presença em curso introdutório e/ou realização de prova. O número de membros varia de 9 a 30. Metade das ligas aceita alunos a partir do terceiro ano de graduação. Todas as associações apresentam participação de docentes, e 75%, de residentes. As atividades mais comuns incluem participação em aulas teóricas e em projetos comunitários, atendimento em ambulatório e/ou pronto-socorro e realização de pesquisa científica. A maioria das ligas de Oftalmologia preenche os requisitos para suplementar o ensino de Oftalmologia na graduação médica, porém o número de ligas ainda é pequeno.
Assunto Education, Medical
Students, Medical
Ophthalmology
Association Learning
Community Medicine
Educação Médica
Estudantes de Medicina
Oftalmologia
Grupos de Estudo
Medicina Comunitária
Idioma Português
Data 2007-08-01
Publicado em Revista Brasileira de Educação Médica. Associação Brasileira de Educação Médica, v. 31, n. 2, p. 166-172, 2007.
ISSN 0100-5502 (Sherpa/Romeo)
Editor Associação Brasileira de Educação Médica
Extensão 166-172
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0100-55022007000200007
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0100-55022007000200007 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3834

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0100-55022007000200007.pdf
Tamanho: 351.6Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta