Cuidado compartilhado: negociações entre famílias e profissionais em uma creche

Cuidado compartilhado: negociações entre famílias e profissionais em uma creche

Título alternativo Shared care: negotiations between families and professionals in a child day care center
Cuidado compartido: negociaciones entre familias y profesionales de una guardería
Autor Maranhão, Damaris Gomes Google Scholar
Sarti, Cynthia Andersen Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Santo Amaro Faculdade de Enfermagem
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Based on a case study of a qualitative nature, this text analyzes the relationship between families and professionals in a child day care center in the process of sharing care during early childhood, using the techniques of observation, interviews and document analysis. The research studied the families and the professionals of a government-run day care center in the city of São Paulo. The conflicts between these social actors became evident, mainly, with regard to care related to feeding and hygiene. The task of sharing care demands from these professionals not only technical preparation, but training in listening to children and their families while taking their uniqueness into account, a requirement that can lead to reflections on the type of care that is most appropriate for the specificity of the group in question, considering the characteristics of locality in its historical and social context.

Basado en un estudio de caso, de naturaleza cualitativa, este texto busca analizar la relación entre familia y profesionales de una guardería en el proceso de compartir cuidados en la primera infancia, utilizando técnicas de observación, entrevistas y análisis de documentos. Los sujetos de la investigación fueron las familias y los profesionales de una guardería en la ciudad de São Paulo. Los conflictos entre estos agentes sociales se evidencian, sobre todo, en los cuidados con la alimentación y la higiene. Además de preparación técnica, la tarea de compartir cuidados exige de los profesionales la capacitación en el sentido de la disposición para escuchar a los niños y sus familias en su alteridad. Esta exigencia abre, entonces, la posibilidad de un espacio de reflexión sobre el cuidado adecuado a la especificidad del grupo en cuestión, considerando las características locales, en su contexto histórico y social.

Com base em um estudo de caso, de natureza qualitativa, analisa-se a relação entre família e profissionais de creche no processo de compartilhar cuidados na primeira infância, utilizando técnicas de observação, entrevistas e análise de documentos. Os sujeitos da pesquisa foram os familiares e os profissionais de uma creche pública na cidade de São Paulo. Os conflitos entre esses atores sociais evidenciam-se, sobretudo, nos cuidados com a alimentação e a higiene. Além do preparo técnico, a tarefa de compartilhar cuidados demanda, dos profissionais a formação no sentido da disposição para escutar as crianças e suas famílias em sua alteridade, exigência esta que abre a possibilidade de um espaço de reflexão sobre o cuidado mais adequado para a especificidade do grupo em questão, considerando as características da localidade, em seu contexto histórico e social.
Assunto Child rearing
Child day care centers
Child care
Pediatric nursing
Family
Educação infantil
Creches
Cuidado da criança
Enfermagem Pediátrica
Família
Idioma Português
Data 2007-08-01
Publicado em Interface - Comunicação, Saúde, Educação. UNESP, v. 11, n. 22, p. 257-270, 2007.
ISSN 1414-3283 (Sherpa/Romeo)
Editor UNESP
Extensão 257-270
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1414-32832007000200006
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1414-32832007000200006 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3843

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S1414-32832007000200006.pdf
Tamanho: 109.8Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta