Freqüência de síndrome metabólica em crianças e adolescentes com sobrepeso e obesidade

Freqüência de síndrome metabólica em crianças e adolescentes com sobrepeso e obesidade

Título alternativo Frequency of metabolic syndrome in overweight and obese children and adolescents
Autor Buff, Caroline de Gouveia Google Scholar
Ramos, Eliete Google Scholar
Souza, Fabíola Isabel S. Autor UNIFESP Google Scholar
Sarni, Roseli Oselka Saccardo Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Faculdade de Medicina do ABC
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: Evaluate metabolic syndrome in overweight/obese children and adolescents and to study the association between this syndrome and socioeconomic variables, physical activity and familiar cardiovascular risk. METHODS: This cross-sectional study enrolled 59 children and adolescents with overweight/obesity in an outpatient university clinic, from January 2004 to June 2006. The following variables were studied: socioeconomic level, maternal schooling, familiar cardiovascular risk and physical activity. Body mass index (BMI) percentile was used to classify the nutritional status. Metabolic syndrome was considered when three or more of the following were present: triglycerides >110mg/dL or HDL-c <40mg/dL, waist circumference >90th percentile, insulin resistance (glucose level >100mg/dL) and blood pressure BP >90th percentile. Descriptive statistical analysis was applied. RESULTADOS: Out of the 59 children, mean age was 10.9±0.48 years and 52.5% were male. Metabolic syndrome was present in 42.4%. Altered components of the metabolic syndrome were: abdominal circumference in 88.1%, blood pressure 47.5%, insulin resistance 23.7%, triglycerides 42.4% and HDL-c 6.8%. No significant association was found between the presence of metabolic syndrome and gender, age, pubertal development, per capita income, maternal schooling, daily hours of TV viewing, weekly hours of physical activity (p=0.942) or familiar cardiovascular risk. CONCLUSIONS: The prevalence of metabolic syndrome is high among the evaluated overweight/obese children and adolescents. Altered abdominal circumference and high blood pressure were the most frequent components of the syndrome.

OBJETIVO: Avaliar a freqüência de síndrome metabólica em crianças e adolescentes com sobrepeso ou obesos, além de relacionar a sua presença com variáveis socioeconômicas, atividade física e risco cardiovascular familiar. MÉTODOS: Por meio de estudo transversal, 59 pacientes com sobrepeso/obesidade, matriculados em ambulatório universitário, foram avaliados entre janeiro de 2004 e junho de 2006. Coletaram-se os seguintes dados: nível socioeconômico, escolaridade materna, risco cardiovascular familiar e atividade física. Utilizou-se o percentil do índice de massa corpórea (IMC) para classificar a condição nutricional. Considerou-se síndrome metabólica quando presentes três ou mais das seguintes alterações: triglicérides (>110mg/dL), HDL-c (<40mg/dL), circunferência abdominal (> percentil 90), resistência insulínica (glicemia >100mg/dL) e pressão arterial (> percentil 90). A análise estatística foi descritiva. RESULTADOS: Dos pacientes, 52,5% eram do gênero masculino e a média de idade foi 10,9±0,5 anos. A síndrome metabólica esteve presente em 42,4%. Inadequações das variáveis que compõem a síndrome metabólica foram observadas em 88,1% para a circunferência abdominal; 47,5% com hipertensão arterial; 23,7% com resistência insulínica; 42,4% com aumento dos triglicérides e 6,8% com elevação do HDL-c. Não se observou associação estatisticamente significante entre síndrome metabólica e gênero, idade, desenvolvimento puberal, renda per capita, escolaridade materna, horas de televisão/dia, horas de atividade física ou risco cardiovascular familiar. CONCLUSÕES: É alta a prevalência de síndrome metabólica em crianças e adolescentes obesos avaliados e, dentre os seus componentes, a circunferência abdominal e a pressão arterial elevadas são as mais freqüentes.
Assunto obesity
insulin resistance
child
adolescent
abdominal circumference
obesidade
resistência à insulina
criança
adolescente
circunferência abdominal
Idioma Português
Data 2007-09-01
Publicado em Revista Paulista de Pediatria. Sociedade de Pediatria de São Paulo, v. 25, n. 3, p. 221-226, 2007.
ISSN 0103-0582 (Sherpa/Romeo)
Editor Sociedade de Pediatria de São Paulo
Extensão 221-226
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0103-05822007000300005
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0103-05822007000300005 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3877

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0103-05822007000300005.pdf
Tamanho: 340.5Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta