Evaluation of TMJ articular eminence morphology and disc patterns in patients with disc displacement in MRI

Evaluation of TMJ articular eminence morphology and disc patterns in patients with disc displacement in MRI

Título alternativo Avaliação da morfologia da eminência e dos padrões do disco articular em pacientes com deslocamento de disco em IRM
Autor Hirata, Fabio Henrique Autor UNIFESP Google Scholar
Guimaraes, Antonio Sergio Autor UNIFESP Google Scholar
Oliveira, Jefferson Xavier de Google Scholar
Moreira, Carla Ruffeil Google Scholar
Ferreira, Evangelo Tadeu Terra Google Scholar
Cavalcanti, Marcelo Gusmão Paraiso Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
University of São Paulo School of Dentistry Department of Radiology
University of São Paulo School of Dentistry of Bauru Department of Stomatology
Resumo The aim of this study was to assess the shape of the temporomandibular joint (TMJ) articular eminence and the articular disc configuration and position in patients with disc displacement. TMJ magnetic resonance images (MRI) of 14 patients with bilateral disc displacement without unilateral reduction were analyzed. Articular eminence morphology was characterized as box, sigmoid, flattened, or deformed. Articular disc configuration was divided into biconcave, biplanar, biconvex, hemiconvex or folded, and its position, as a (superior), b (anterosuperior), c (anterior) or d (anteroinferior). The images were divided and the sides with disc displacement with reduction (DDWR) and without reduction (DDWOR) were compared. Regarding articular eminence shape, the sigmoid form presented the greatest incidence, followed by the box form, in the DDWR side, although this was not statistically significant. In the DDWOR side, the flattened shape was the most frequent (p = 0.041). As to disc configuration, the biconcave shape was found in 79% of the DDWR cases (p = 0.001) and the folded type predominated in 43% of the DDWOR cases (p = 0.008). As to disc position, in the DDWR side, b (anterosuperior position) was the most frequent (p = 0.001), whereas in the DDWOR side, d (anteroinferior position) was the most often observed (p = 0.001). The side of the patient with altered disc configuration and smaller shape of TMJ articular eminence seems to be more likely to develop non-reducing disc displacement as compared to the contralateral side.

Objetivou-se avaliar a morfologia da eminência e a configuração e a posição do disco da articulação temporomandibular (ATM) em pacientes com deslocamento de disco. Foram analisadas imagens por ressonância magnética (IRM) da ATM de 14 pacientes com deslocamento de disco bilateral, sem redução unilateral. A morfologia da eminência articular foi caracterizada como caixa, sigmóide, aplainada e deformada. A configuração do disco articular foi dividida em bicôncava, biplanar, biconvexa, hemiconvexa e dobrada e a sua posição em a (superior), b (ântero-superior), c (anterior) e d (ântero-inferior). As imagens foram divididas e comparadas entre o lado com deslocamento de disco com redução (DDCR) e o lado sem redução (DDSR). Quanto à forma da eminência articular, a forma sigmóide foi a mais incidente, seguida da caixa, no lado com DDCR, embora esta diferença não tenha sido estatisticamente significante. No lado com DDSR, a forma aplainada foi a mais freqüente (p = 0,041). Na configuração do disco, a forma bicôncava foi observada em 79% dos casos de DDCR (p = 0,001) e a dobrada em 43% dos casos de DDSR (p = 0,008). Em relação à posição do disco, a posição b (ântero-superior) foi a mais freqüente no lado com DDCR (p = 0,001), enquanto que no lado com DDSR, foi a d (ântero-inferior) (p = 0,001). O lado do paciente com alteração na configuração do disco e uma forma menor da eminência articular da ATM parece ter mais chance de desenvolver o deslocamento do disco sem redução quando comparado ao outro lado.
Assunto Temporomandibular joint disorders
Temporomandibular joint disk
Temporomandibular joint dysfunction syndrome
Magnetic resonance imaging
Transtornos da articulação temporomandibular
Disco da articulação temporomandibular
Síndrome da disfunção da articulação temporomandibular
Imagem por ressonância magnética
Idioma Inglês
Financiador Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Data 2007-09-01
Publicado em Brazilian Oral Research. Sociedade Brasileira de Pesquisa Odontológica - SBPqO, v. 21, n. 3, p. 265-271, 2007.
ISSN 1806-8324 (Sherpa/Romeo)
Editor Sociedade Brasileira de Pesquisa Odontológica - SBPqO
Extensão 265-271
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1806-83242007000300013
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1806-83242007000300013 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3897

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S1806-83242007000300013.pdf
Tamanho: 260.3Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta