A violência doméstica como indicador de risco no rastreamento da depressão pós-parto

A violência doméstica como indicador de risco no rastreamento da depressão pós-parto

Título alternativo Domestic violence as a risk factor in the screening of for post-partum depression
Autor Mattar, Rosiane Autor UNIFESP Google Scholar
Silva, Eliza Yoshiko Kochi Autor UNIFESP Google Scholar
Camano, Luiz Autor UNIFESP Google Scholar
Abrahão, Anelise Riedel Autor UNIFESP Google Scholar
Colás, Osmar Ribeiro Autor UNIFESP Google Scholar
Andalaft Neto, Jorge Autor UNIFESP Google Scholar
Lippi, Umberto Gazi Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade de Santo Amaro
Hospital do Servidor Público Estadual 'Francisco Morato de Oliveira'
Universidade Metropolitana de Santos Departamento de Obstetrícia
Resumo PURPOSE: to assess the prevalence of the risk of post-partum depression in women in the post-natal ward of a hospital in São Paulo city, in the southeastern region of Brazil, and analyze the associated factors, including domestic violence (DV). METHODS: this was a descriptive, cross-sectional study. The participants were 133 women with at least 20 weeks of gestation age, who delivered their babies from August to September 2005 in a tertiary maternity in the city of São Paulo (Brazil). They were interviewed using the Portuguese version of the Abuse Assessment Screen for the diagnosis of violence and filled out a self-evaluation questionnaire for post-partum depression (Edinburgh Postnatal Depression Scale). Variables were presented as absolute and relative frequencies. The chi2 or Fisher exact tests were used to analyze possible associations between the variables of interest and post-partum depression. The value of 5% was considered significant. RESULTS: risk for post-partum depression was detected in 24 women (18%). A total of 38.3% of the participants interviewed had a history of abuse. There was an association between DV after they were 15 years old and risk of depression (p=0.036). The prevalence of abuse in the group of women at risk for post-partum depression was 58.3% and this was significantly higher than the 33.9% observed in the control group. CONCLUSIONS: the probability of presenting depression was high among the post-partum women attended at a tertiary maternity in the southeast of Brazil. The DV after they were 15 years old was significantly associated with risk of post-partum depression.

OBJETIVO: apurar a freqüência de risco para depressão pós-parto (DP) em puérperas de hospital de São Paulo, região Sudeste do Brasil, e determinar fatores associados - entre eles a violência doméstica (VD). MÉTODOS: estudo descritivo, tipo corte transversal. Participaram 133 mulheres, que tiveram partos com idade gestacional de 20 semanas ou mais, no período de agosto a setembro de 2005, em maternidade terciária em São Paulo (Brasil). Foram entrevistadas empregando-se a versão em português do Abuse Assessment Screen para o diagnóstico de violência e responderam questionário de auto-avaliação do risco de DP (Edinburgh Postnatal Depression Scale). As variáveis foram representadas por freqüências absoluta e relativa. A associação entre as variáveis de interesse e DP foi avaliada pelo teste do chi2 ou exato de Fisher. Adotou-se o nível de significância de 5%. RESULTADOS: o risco de DP foi identificado em 24 puérperas (18%). Das mulheres entrevistadas, 38,3% referiram história de abusos. Observou-se associação entre a ocorrência de VD após os 15 anos de idade e o risco de depressão (p=0,03). A ocorrência de abusos no grupo de mulheres com probabilidade de apresentar DP foi de 58,3%, proporção significativamente maior do que a observada no grupo controle com 33,9%. CONCLUSÕES: a probabilidade de apresentar depressão foi alta entre as puérperas assistidas em maternidade terciária da região Sudeste do Brasil. A VD sofrida após os 15 anos de idade esteve estatisticamente associada ao risco de DP.
Assunto Depression, postpartum
Maternal behavior
Adjustment disorders
Postpartum period
Domestic violence
Risk index
Depressão pós-parto
Comportamento materno
Transtornos de adaptação
Período pós-parto
Violência doméstica
Indicador de risco
Idioma Português
Data 2007-09-01
Publicado em Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia. Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia, v. 29, n. 9, p. 470-477, 2007.
ISSN 0100-7203 (Sherpa/Romeo)
Editor Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia
Extensão 470-477
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0100-72032007000900006
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0100-72032007000900006 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/3901

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0100-72032007000900006.pdf
Tamanho: 144.8Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta