Influência da velocidade articulatória e da intensidade na inteligibilidade de fala

Influência da velocidade articulatória e da intensidade na inteligibilidade de fala

Título alternativo Influence of speech rate and loudness on speech intelligibility
Autor Barreto, Simone Dos Santos Autor UNIFESP Google Scholar
Ortiz, Karin Zazo Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Prefeitura do Rio de Janeiro
Resumo BACKGROUND: contextual cues intrinsic to speech stimuli can have an influence on speech intelligibility measurements; however, the influence of cues that depend on the acoustic signal, such as speech rate and vocal loudness, need further investigation. AIM: to examine whether possible reductions in the articulatory rate and increase in vocal loudness, associated to the production of different speech stimuli, can have an influence on speech intelligibility measurements. METHOD: participants of this study were thirty normal speakers and sixty normal listeners. Speakers were recorded during the repetition of three lists of speech stimuli (sentences, words and pseudo words). The averages of the articulatory rate (syllables per second) and of the vocal loudness (decibel) were calculated for each speaker according to their performance in each repetition task. Speech intelligibility was measured based on the orthographic transcription of the speech samples; the score was calculated in terms of percentage of correctly transcribed words. RESULTS: it was observed that articulatory rates were statistically different between the three types of stimuli; however, the stimuli produced with the lowest articulatory rate (pseudo words followed by words) did not present higher speech intelligibility scores. Vocal loudness was statistically higher during the repetition of pseudo words; however, this increase did not have an influence on the speech intelligibility scores. CONCLUSION: the reduction of the articulatory rate or the increase of vocal loudness did not have an influence on the speech intelligibility measurements, indicating that contextual cues have a greater impact on speech intelligibility than the independent cues given by the acoustic signal.

TEMA: existem evidências de que as pistas contextuais intrínsecas aos estímulos de fala elevam os escores de inteligibilidade, entretanto, a influência de pistas dependentes do sinal acústico, como a velocidade e a intensidade com as quais os diferentes estímulos são produzidos, são pouco conhecidas. OBJETIVO: investigar se a redução da velocidade articulatória e o acréscimo da intensidade da fala, em diferentes tipos de estímulos, influenciariam os escores de inteligibilidade. MÉTODO: participaram do estudo 30 falantes e 60 ouvintes, todos sem distúrbios da comunicação. Os falantes foram gravados durante a repetição de três listas de estímulos (frases, palavras e pseudopalavras). As médias da velocidade articulatória (sílabas por segundo) e da intensidade da fala (decibel) foram calculadas por falante, para cada lista. A inteligibilidade foi mensurada pelo método de transcrição ortográfica das amostras pelos ouvintes, sendo os escores calculados em percentagem de palavras corretamente transcritas. RESULTADOS: diferenças estatisticamente significantes da velocidade articulatória foram encontradas entre os três tipos de estímulos, contudo, os estímulos produzidos com menor velocidade (pseudopalavras seguidas pelas palavras) não conduziram a escores superiores de inteligibilidade. Em relação à intensidade, apenas as pseudopalavras apresentaram valores estatisticamente superiores aos demais estímulos, porém este acréscimo também não elevou os escores de inteligibilidade da fala. CONCLUSÃO: nem a redução da velocidade articulatória nem o acréscimo da intensidade da fala influenciaram os escores de inteligibilidade dos sujeitos avaliados, sinalizando que as pistas contextuais exercem mais efeito sobre a inteligibilidade da fala que as informações independentes do sinal acústico.
Assunto Speech Intelligibility
Speech Production Measurement
Speech Acoustics
Speech
Inteligibilidade da Fala
Medidas de Produção da Fala
Acústica da Fala
Fala
Idioma Português
Data 2008-06-01
Publicado em Pró-Fono Revista de Atualização Científica. Pró-Fono Produtos Especializados para Fonoaudiologia Ltda., v. 20, n. 2, p. 87-92, 2008.
ISSN 0104-5687 (Sherpa/Romeo)
Editor Pró-Fono Produtos Especializados para Fonoaudiologia Ltda.
Extensão 87-92
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0104-56872008000200003
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0104-56872008000200003 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/4377

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0104-56872008000200003.pdf
Tamanho: 83.09Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta